Jump to content
Notícia
  • Adquira já o seu VIP!

Search the Community

Showing results for tags 'cuidados'.



More search options

  • Search By Tags

    Type tags separated by commas.
  • Search By Author

Content Type


Forums

  • Anunciantes
    • Advertise here
    • silvaBR Cheats
    • Velozhost
  • ################## WEB CHEATS ##################
  • Anúncios/Eventos
    • Regras
    • Anúncios
    • Eventos do fórum
  • Feedback & Suporte
    • Tutoriais WC
    • Suporte
    • Sugestões
    • Denúncias e Reclamações
    • Depósito
  • Shooter Zone
    • Counter Strike
    • Valorant
    • Rainbow Six Siege
    • Outros Shooters em Geral
    • Shooter Zone - Lixão
  • Battle Royale
    • COD Warzone
    • Free Fire
    • PUBG - Playerunknown's Battlegrounds
    • Fortnite
    • Outros Jogos Battle Royale
  • MMO Zone
  • Outros Games Zone
  • Design Zone
  • Info Zone
  • ################## WEB CHEATS ##################
  • Entretenimento & Diversão
  • MarketPlace
  • Old WC's Bate Papo
  • 【FREE FIRE】▄︻┻┳═一's Fórum do Clube
  • Anticomunismo's Tópicos
  • Tópicos Importantes !'s Tópicos

Find results in...

Find results that contain...


Date Created

  • Start

    End


Last Updated

  • Start

    End


Filter by number of...

Joined

  • Start

    End


Group


Discord


Idade

 
or  

Found 3 results

  1. A Agência Nacional de Telecomunicações tem feito uma caça aos celulares piratas no Brasil. Até maio deste ano, a Anatel bloqueou ao menos 37 mil aparelhos nos estados onde a medida entrou em vigor, o que deixou muitos usuários com dúvidas sobre a procedência de seus telefones. Felizmente, há algumas maneiras bem fáceis de saber se um telefone é pirata ou original. Para te ajudar a tirar essa dúvida, separei cinco dicas pra checar a procedência de um aparelho. A lista envolve passos que podem ser feitos no próprio celular ou na sua caixa, bem como através de aplicativos e do portal da Anatel. Veja como conferir: Checando o IMEI Uma das informações principais a serem verificadas com muita rigorosidade pela Anatel é o IMEI, que funciona como uma espécie de número de identificação do aparelho. Para você fazer a verificação dele existem algumas alternativas. A primeira é bem simples. Veja: 1. Procure na caixa do aparelho uma etiqueta que contenha o número do IMEI; 2. Já no Android, na tela de discagem de número, digite: *#06#. Veja se o número é o mesmo. Se a opção acima não funcionar corretamente, também é possível verificar este número nas configurações sistema. Siga estes passos: 1. Acesse a tela de “Configurações” e vá em “Sobre o telefone”; 2. Clique em “Status”, acesse a opção “Informação IMEI” e você verá o seu número. Agora que você já tem o número do IMEI, para confirmar que ele é original será necessário acessar um site. Confira como prosseguir: 1. Acesse este link da Anatel; 2. Clique em “Consultar aqui a situação do seu aparelho celular”; 3. Digite então o número do IMEI, o código que aparece e clique em “Consultar”; 4. Você verá todas as informações sobre o IMEI consultado. Download mode Todos os aparelhos Android possuem alguns truques que podem ser feitos na hora de iniciar o sistema. Ao entrar no “Download mode”, é possível verificar as informações reais do aparelho, tais como o número de série, modelo, marca e outros. Veja as opções para entrar neste modo: • Com o celular desligado, segure os dois botões de volume e conecte a USB de um computador; • Segure os dois botões de volume e pressione o botão para ligar o aparelho. Ao ver o ícone de uma bateria na tela, solte apenas o botão “Power”. Depois de entrar nesta tela, anote todas as informações que ver e compare com os dados originais que o fabricante fornece. Compare as especificações com as oficiais Um detalhe em que muitas réplicas de aparelhos pecam é nas diferenças do hardware em relação ao original. Na página dos aparelhos em sites dos fabricantes, existe a opção de especificações técnicas. Com ela em mãos, siga estes passos no seu celular: 1. Baixe o aplicativo CPU-Z pela Google Play; 2. Navegue pelas guias do programa para comparar as especificações. Selo da Anatel Todos os aparelhos de celular que são comprados no Brasil devem possuir um selo da Anatel. Geralmente, ele pode ser encontrado no manual do aparelho ou até mesmo na bateria dele, mas isso pode variar de acordo com a fabricante. Dessa forma, se você for comprar algum aparelho sobre o qual você não tem muitas informações, desconfie caso não encontre este selo. Verificando os detalhes do aparelho Além do IMEI e das peças de hardware, as réplicas de aparelhos, apesar de serem muito parecidas com os originais acabam pecando em alguns detalhes visuais externos. Verifique se o acabamento está feito no mesmo material que original. Ao ligar o aparelho, preste atenção na tela de boot, muitas vezes a animação não é a mesma do original. Depois de iniciado, passe um tempo testando os aplicativos que vem pré-instalados e tente acessar as funções principais deles para saber se tudo funciona como deveria. Também não se esqueça de acessar a parte de configurações do sistema para identificar o nome do dispositivo e a versão do Android que está instalada nele. Antes de julgar o aparelho pela versão, lembre-se de verificar se não tem uma atualização disponível. Por último, em lojas virtuais, desconfie sempre que ver algum aparelho com o preço muito abaixo do que se encontra em outras lojas. Lembre-se que você não estará vendo o aparelho ou tendo a chance de mexer nele, assim, questione o vendedor sobre todos os detalhes e peça fotos reais do produto antes de realizar a compra. Na hora de comprar um aparelho celular, principalmente em lojas suspeitas ou através de terceiros, faça vista grossa, seja cauteloso e fique atento a estas dicas e informações. Todo cuidado e prevenção são ótimos e bem vindos! Fonte: Olhar Digital
  2. A Polícia Federal (PF) deflagrou na última terça-feira (17) uma operação chamada Swindle. Nela, os investigadores da PF conseguiram desbaratinar um grupo criminoso que clonou os celulares de autoridades brasileiras; entre elas, o deputado estadual Adriano Sarney, os ministros da Casa Civil, Eliseu Padilha, e da Secretaria de Governo, Carlos Marun, e do ex-ministro do Desenvolvimento Social e Agrário Osmar Terra. A polícia comentou que o grupo realizava clonagens de números telefônicos para aplicar golpes via aplicativo de trocas de mensagens. O modus operandi era o seguinte: os criminosos tomavam as contas de WhatsApp das vítimas e faziam-se passar pelos reais donos dos números, solicitando transferências bancárias a pessoas de suas listas de contatos. Para receber o dinheiro, eram usadas contas bancárias falsas e de terceiros. Acontece que, serviços de mensagens, especialmente o WhatsApp, oferecem ferramentas para defesa das suas contas — e poucos pessoas sabem abusar das camadas de segurança. Até golpes que clonam o chip para usar o aplicativo de maneira criminosa podem ser evitados. O chefe de Tecnologia da Flipside, Anderson Ramos, falou um pouco mais sobre isso e relembrou que, desde 2017, o WhatsApp solicita aos usuários a criação de uma senha de acesso. “Configurações de segurança muitas vezes demandam iniciativa por parte dos usuários, e aqui temos um ótimo exemplo. O aplicativo sugere a criação de senhas, mas não é algo obrigatório. A responsabilidade aqui é do usuário, e ela é necessária”. Se você ainda não configurou a senha de segurança do WhatsApp, faça isso agora seguindo os passos abaixo, tanto para iOS quanto para Android Ajustes (três pontos na lateral superior direita) > Configurações > Conta > Verificação em duas etapas Em Verificação: coloque uma senha numérica de 6 caracteres que precisa ser fornecida toda vez que você instala o Whatsapp em um novo celular. Uma vez configurada, de tempos em tempos, o WhatsApp vai pedir que você a digite antes de abrir o aplicativo, portanto você tem que lembrar dela periodicamente Anderson Ramos nota o seguinte sobre a senha: “Evite datas conhecidas, nem use a mesma senha que você usa para destravar o celular (sim, você também precisa configurar uma) ou a mesma senha de cartões de bancos e outros serviços. O melhor nestes casos, para não ter que memorizar diversas senhas diferentes, é usar gerenciadores de senhas como o Keepass, Lastpass e 1Password. Há versões gratuitas e pagas, sendo que as últimas normalmente são mais fáceis de usar. Porém, uma senha ruim ou repetida é melhor que senha nenhuma nesse caso”. Outros cuidados que você precisa tomar Smartphones costumam permitir a pré-visualização das mensagens nas notificações com o celular travado: tire a pré-visualização com o celular bloqueado nas configurações do aparelho Ative PIN de proteção no SIM: pessoas mal-intencionadas podem simplesmente remover o chip do smartphone e colocá-lo em outro aparelho para receber esse SMS com o código, mesmo em smartphones protegidos por senhas e com pré-visualização de mensagens desativada. Se possível, use o número PUK: recomenda-se que você esteja de posse do cartão fornecido pela sua operadora de telefonia no momento da compra do chip. Este cartão contém um número chamado PUK, ele é exclusivo para cada chip e pode ser usado caso você esqueça o PIN do seu. Caso você tenha jogado esse cartão fora, recomenda-se que você visite a loja da sua operadora e compre um chip novo (é barato, cerca de R$10 a R$20). Ative as notificações extra de segurança: você é avisado todas as vezes que a chave de segurança de uma pessoa com a qual você se comunica foi modificada. Isso significa que a pessoa trocou de telefone ou que foi vítima de um golpe. Nestes casos, use um outro canal para confirmar o que aconteceu antes de continuar a conversa. Para ativar selecione Ajustes > Conta > Segurança > Exibir Notificações de Segurança Atualize: para um dia a dia mais seguro, lembre-se também de manter seu celular sempre atualizado. Tanto sistema operacional, como aplicativos, estão sempre lançando atualizações que você deve sempre instalar, não só para receber novas funcionalidades, mas também para a correção de falhas conhecidas Fique sempre atento, da mesma forma que a tecnologia se avança para um melhor conforto do ser humano, também avança para o mal uso de pessoas com intenções nada agradáveis. Proteja-se e evite transtornos! Fonte: TCmundo
  3. O QUE É UM VÍRUS Um vírus de computador é um software malicioso que vem sendo desenvolvido por programadores,nos mais casos de vírus, o trojan tem é que capacita a "entrada". O trojan ou Trojan Horse é um tipo de programa malicioso que pode entrar em um computador disfarçado como um programa comum e legítimo. Ele serve para possibilitar a abertura de uma porta de forma que o usuário mal intencionado possa invadir seu PC. Assim sendo, o trojan é um programa que cria um arquivo chamado server, que estabelece uma conexão TCP/IP do usuário á outro. Para estabelecer essa conexão ele usa um servidor DNS(Sistema de Nomes de Domínios), e uma porta liberada na internet dele, para possibilitar as transferência de dados entre você. COMO EU SEI SE ESTOU COM VÍRUS Para saber é muito fácil, você ira em Gerenciador de Tarefas. O atalho para abrir o Gerenciador é Ctrl + Shift + Esc e em Inicializador, e veja se você viu algum nome esquisito que apareceu a partir de você abrir o programa ou então veja os caminho dos arquivos muitas vezes, os arquivo está em %appdata$ ou program files. COMO REMOVER O VÍRUS Uma das maneira é fazendo escaneamento com antivírus. Outra forma é bem útil, quando o usuário está transferindo seus arquivos, ou então usando seu PC, a única maneira é você interromper a conexão, assim sendo, você terá que desligar sua net, e fazer esse procedimento: Entrar no Editor de registro pressionando as teclas ALT + R e digitando regedit Indo no local onde o usuário salvou seu server. Na maioria das vezes estão em: HKEY_CURRENT_USER SOFTWARE MICROSOFT WINDOWS CURRENTVERSION RUN Depois é excluir a chave de registro, do server dele. Se ainda ficar persistindo. Você terá que corromper o server dele, para isso. Você ira em Gerenciador de Tarefas Inicializar Depois vai em abrir local do arquivo. Depois muda a extensão do arquivo dele um exemplo. O server dele se chama "hackcf.exe" Vou precisar renomear e tirar o .exe e vai ser que vai ficar "hackercf" COMO EVITAR DE SER CONTAMINADO A única maneira, é quando for baixar o arquivo verifique se ele deixou o scan, se não tiver deixado, você pode alertar ao membro ou então a moderação. Sempre verifique as postagens do membro, um exemplo veja qual dia ele entrou no forum, entre no perfil dele, e veja as informações. os posts. Também nunca baixe arquivos que as pessoas passam no Chat. Você nunca baixe qual quer arquivo sem ter scan no virustotal.com. O porque seria simples, ele envia as amostras para o servidor dos antivírus, e assim sendo o usuário, perderá o crypt dele. Crypt são usados para além de encryptar o server, deixar 100% estável assim sendo ele pode deixar o scan 0/35, dependendo das strings que ele usa no crypt. Então nem sempre todo arquivo que tenha scan é seguro, exceto se o scan estiver no virustota.com. Além de ser uma regras no forum, que os post que contem download, precisa está no site do virustotal.com QUEM É A PESSOA QUE ME CONTAMINOU Dependendo da ocasião ela pode receber o nome, não inclusive no dicionario Português Brasil. Trojeiro, o porque do nomes é simples. Trojeiro= Pessoas na qual, meche em trojan Perguntas & Respostas Como eu posso pegar o DNS de quem me infectou? Usando o simples programa ApateDNS. Mais se meu antivírus não acusar, posso baixar qualquer arquivo? Não pois, na maioria dos casos o usuário que te infectou pode ter encryptado seu server. E Como eu sei se o conteúdo é limpo? Como eu falei só baixem conteúdo que tenha scan, e ainda mais só do site virustotal.com E se eu não desligar a net no procedimento 2 o que poderia acontecer? o usuário podia se vingar, podendo usar arquivos .BAT para prejudicar seu PC. Credits by Haze GBC
×
×
  • Create New...