Jump to content

Uma nova Web Cheats está a caminho!

A WebCheats é a maior e melhor comunidade de cheats do Brasil. Temos mais de 14 anos de existência, isso graças aos membros que nos apoiaram e ajudaram ao longo da nossa história!
Veja mais...

Reporte bugs e nos ajude a melhorar!

Nos ajude a descobrir bugs! Além de melhorar a comunidade.
Reporte aqui!

Conheça a Lotérica e arrisque sua sorte!

Descubra o quão sortudo você pode ser.
Saiba mais
Notícia
  • Tema White WC 2019 0.0.1
  • Apresentamos o novo tema padrão do WebCheats!
  • Teste sua sorte em nossa loteria e concorra a uma fortuna de webcoins!

Search the Community

Showing results for tags 'tecnologia'.



More search options

  • Search By Tags

    Type tags separated by commas.
  • Search By Author

Content Type


Forums

  • Anunciantes
    • Advertise here
    • silvaBR Cheats
  • Anúncios/Eventos
    • Regras
    • Anúncios
    • Eventos do fórum
  • Feedback & Suporte
    • Tutoriais WC
    • Suporte
    • Sugestões
    • Denúncias e Reclamações
    • Depósito
  • WebCheats Premium
    • Trackers & Warez
    • Download
    • Cracking
    • Serviços Pagos - Pedidos
    • MarketPlace
    • Conteúdo Adulto
    • Taverna WebCheats Premium
  • Shooter Zone
    • Point Blank
    • Combat Arms
    • Cross Fire
    • Counter Strike
    • Battle Royale
    • Outros Shooters em Geral
    • Shooter Zone - Lixão
  • RPG/MOBA Zone
  • Outros Games Zone
  • Design Zone
  • Info Zone
  • Video Games Zone
  • Entretenimento & Diversão
  • 【FREE FIRE】▄︻┻┳═一's Fórum do Clube

Find results in...

Find results that contain...


Date Created

  • Start

    End


Last Updated

  • Start

    End


Filter by number of...

Joined

  • Start

    End


Group


About Me


Discord

Found 2,267 results

  1. Google abre inscrições de programa de residência para startups de tecnologia A partir desta segunda-feira (22), estão abertas as inscrições para para uma nova edição do Programa de Residência no Campus. A nova edição irá formar a quarta turma de “residentes” da Google — a primeira cujo ciclo temático será todo realizado no Brasil. Para essa nova edição, a Google terá como foco auxiliar essas startups a desenvolver soluções de tecnologia conversacional para assistentes virtuais. Por isso, para a Turma #4, a empresa irá selecionar startups que já desenvolvam ou que estejam interessadas em criar soluções para assistentes virtuais, de preferência voltadas para o usuário final (na forma de aplicativos de smartphone ou serviços para o consumidor) ou para soluções de negócio (B2B). Para se inscrever, a startup precisa estar em estágio de desenvolvimento e já ter tração comprovada no mercado (usuários, receita e/ou investimento), ser composta por um time diverso, ter desenvolvedores dedicados à tecnologia e ter disponibilidade para ficar em São Paulo durante os seis meses do programa, podendo se engajar e contribuir para o crescimento do ecossistema de startups. Assim como os demais programas do Campus, a Google não pede nenhum valor de residência e nem recolhe equity dos participantes, e a única coisa que a empresa pede como contrapartida é que os participantes se engajem no programa e dividam o que aprenderam com a comunidade do Campus. Essa será a primeira turma a ser recebida pela empresa após a mudança de nome de sua área para auxílio a startups. Criada em 2011 sob a alcunha de Google for Entrepeneurs, a área passa agora a se chamar Google for Startups, refletindo melhor qual é o público alvo do espaço. As inscrições para a Turma #4 do Programa de Residência no Campus ficarão abertas até o dia 19 de novembro, e podem ser feitas através do site oficial do programa. Fonte: https://canaltech.com.br/startup/google-abre-inscricoes-de-programa-de-residencia-para-startups-de-tecnologia-125326/
  2. Olá, Não sei se esse é o local certo para esse post, procurei mas não encontrei alguma zona para esse tipo de pergunta. Desculpe. Mas alguém que saiba mexer no wordpress, sabe me informar algum plugin (pode ser pago) para colocar um chat room no site. Um que seja bonito claro, tem uns de graça mas é muito feio. Como já teve aqui na web chets. Quero por em meu site sobre mercado financeiro. Obrigado desde já!
  3. Os dias vão passando e nem sempre reparamos no quanto a tecnologia avançou ao longo das últimas décadas, portanto, às vezes é preciso parar para refletir sobre isso. Seja na qualidade de imagens, na capacidade de nossos cartões de memória ou até mesmo na capacidade dos dispositivos móveis que carregamos no bolso todos os dias, a tecnologia já chegou absurdamente longe. Aqui vão alguns exemplos de como essa evolução fica evidente quando comparamos com dados do passado. 1. Imagens espaciais Nossa visão de Plutão melhorou bastante nos últimos 20 anos. Essa comparação da revista Space destaca como a qualidade das imagens espaciais evoluíram absurdamente em apenas duas décadas. Se em 1996 Plutão era um amontoado de pixels incompreensíveis, em 2015 nós pudemos ver o planeta anão do Sistema Solar em alta definição. 2. Pendrives DiskOnKey, o primeiro pendrive do mundo, tinha apenas 8 MB de armazenamento. Em 2000, a IBM lançou o DiskOnKey, o primeiro pendrive igual ao que conhecemos atualmente. As unidades de estreia deste equipamento foram fabricadas pela M-System e ofereciam incríveis 8 MB para armazenamento, valor completamente distantes daqueles oferecidos por peças minúsculas de 1 TB ou até 2 TB que vemos atualmente. 3. Drives para armazenamento 5 MB de memória já foram bem pesados. Se hoje temos os ultrarrápidos SSD de até 100 TB ou mesmo HDs portáteis que pesa apenas alguns gramas e guardam diversos terabytes, há 60 anos a coisa não era bem assim. A imagem acima é clássica e mostra um dispositivo de armazenamento de apenas 5 MB (sim, megabytes) da IBM que media 1,4 metro quadrado. 4. Cartões microSD Cartão microSD de 512 GB já é realidade. Os cartões que usamos hoje em dia para expandir o armazenamento dos smartphones foram criados em 1999, mas começaram a ser vendidos apenas 2005, com modelos que ofereciam entre 32 MB e 128 MB. Atualmente, há opções de 246 GB e 512 GB disponíveis no mercado, tudo isso em um intervalo de pouco mais de 10 anos. 5. Processamento de dados O computador do foguete que levou a humanidade à Lua era bem mais fraco do que um celular de entrada de 2018. O computador do foguete Apollo 11, que levou os seres humanos à Lua em 1969, era muito mais fraco do que dispositivos básicos da atualidade. Ele tinha apenas 64 KB de memória RAM e uma CPU de 0,043 MHz, quantidade significativamente inferior mesmo a diversos equipamentos mais modernos, inclusive um simples smartphone de entrada à venda em 2018. 6. Tudo no seu bolso 1996 vs 2013: Agora tudo cabe no seu bolso. Até meados dos anos 2000, computador, agenda, calendário, bloco de notas, relógio, máquina fotográfica, filmadora, telefone e walkman eram dispositivos separados. A partir da segunda metade da década, porém, os smartphones se tornaram realidade e tudo isso começou a se tornar um só equipamento. 7. Computadores ENIAC em foto tirada em 2006. O primeiro computador digital eletrônico em grande escala foi o ENIAC, que entrou em funcionamento em 1946 e pesava nada menos do que 30 toneladas. Hoje em dia, não é tão difícil encontrar laptops que oferece potência infinitamente superior à do computador dos anos 40 e pesam somente 1,2 kg. Este artigo foi inspirado em uma publicação do site Science Alert. Fonte: IBM / SCIENCE / NASA
  4. O braço de pesquisa SpiderLabs, da empresa de segurança Trustwave, alertou para um ataque que atingiu roteadores no Brasil e que está modificando o tráfego web que passa por esses equipamentos para fornecer um código que minera a criptomoeda Monero diretamente no navegador web. Embora o ataque tenha se concentrado inicialmente no Brasil, é possível que 170 mil roteadores da MikroTik já tenham sido atacados no mundo todo. Fonte: https://g1.globo.com/economia/tecnologia/blog/altieres-rohr/post/2018/08/02/hackers-atacam-roteadores-mikrotik-no-brasil-para-minerar-criptomoedas-na-web.ghtml E agora aparentemente nos vemos em um novo cenário dos "cyber-crimes" onde usam seu roteador para te forçar a farmar criptomoedas, eai, quando vamos conseguir nos sentir seguros novamente?
  5. Mais uma fonte disse que a Samsung pretende mesmo lançar um celular dobrável no início do próximo ano. Dessa vez a informação vem do jornal The Wall Street Journal, que diz ter falado com pessoas próximas ao assunto. Essa não é nem de longe a primeira vez que o aparelho é citado. Ainda durante essa semana, uma patente da Samsung mostrou possibilidades de uso para a tela dobrável. No início do mês, outro rumor dizia que a empresa estaria preparando o lançamento do aparelho para janeiro, um mês antes do provável anúncio do Galaxy S10. Patente da Samsung mostra como pode ser o futuro celular dobrável. De acordo com o WSJ, o aparelho, que é chamado internamente de Winner (vencedor), teria uma tela de 7 polegadas quando desdobrado, seria focado em mercados de nicho, como gamers, e poderia ser "dobrado como uma carteira". O projeto seria a prioridade máxima de vários executivos da empresa e também de Jay Lee, herdeiro da Samsung que começou a mostrar interesse na divisão de dispositivos móveis da companhia sul-coreana. A matéria também diz que ele pode custar mais de US$ 1.500, algo já comentado anteriormente. Caso as informações se confirmem, essa seria mais uma adição à série de topos de linha da Samsung, se juntando aos Galaxy S e aos Galaxy Note. Eai, o que achou do futuro lançamento da gigante Samsung? Lembra muito aqueles celular antigos que abre e fecha também, lançados pela nokia e outros. Vamos ficar no aguardo de mais novidades. Fonte: BGR / THE VERGE / WSJ
  6. Antivírus é realmente inútil ?
  7. - Tinha que ser lá! Dubai é uma cidade extremamente conhecida pelas construções enormes e, geralmente, de orçamentos bilionários. Contudo, o próximo grande projeto proposto para a cidade não tem nada a ver com turismo ou negócios, e sim com o futuro e, mais ainda, com o meio-ambiente. A ideia é que a maior fazenda vertical do mundo seja construída em Dubai, e as obras devem começar em novembro deste ano, sendo encerradas em 2020. Considerando que a cidade tem problemas com a escassez de água, serão utilizadas tecnologias de ponta e agricultura com baixo consumo de água. A fazenda vertical irá ocupar uma área de 130.000 pés quadrados, e terá um custo de aproximadamente 40 milhões de dólares. Trata-se de um projeto que é resultado da união das empresas Emirates Flight Catering e Crop One Holds. De acordo com as empresas envolvidas, essa instalação vai ter baixo consumo dos recursos ambientais, uma vez que irá utilizar 99% a menos de água que os campos ao ar livre. Além disso, depois que estiver tudo pronto, a fazenda poderá produzir três toneladas de vegetais diariamente, por não depender das estações do ano. Ao invés de obterem as substâncias necessárias do solo, as plantas irão obter sustento com uma solução composta por diversos nutrientes, e estarão em ambientes com temperatura e umidade controlados rigidamente. “Mas e a luz solar?”, você deve ter se questionado. Também haverá um substituto, luzes de LED. Todos estes alimentos serão utilizados nas refeições dos vôos e saguões em aeroportos. As fazendas verticais podem ser uma boa proposta para o meio-ambiente, já que consomem 95% menos água e não utilizam pesticidas. Além disso, também contam com uma excelente redução de custos e impactos, uma vez que evitam desperdícios e contribuem para a redução da poluição ambiental. Fonte: UBERGIZMO
  8. Quem acompanha o Netflix, com suas dezenas de séries e filmes de produção própria, certamente já ouviu falar de Black Mirror. E se não conheceu ou assistiu a um dos episódios (não sequenciais), certamente já viu pelas redes sociais a exclamação “Isso é tão Black Mirror!” em contextos descrevendo a tecnologia sendo usada de maneira controversa no cotidiano. Quando a polêmica choca e diverte E por falar em controvérsia, esse é o tempero da série. Escrita por Charlton Charlie Brooker, aclamado escritor e comediante britânico, a abordagem de Black Mirror é de incomodar e alertar: Com uma pegada SCI-FI, um quê de thriller psicológico e sobretudo altas doses de sátira aos costumes atuais, Black Mirror não te deixa confortável. É aquela série que você começa ansioso, fica surpreso, estupefato e termina incomodado. Mas esse incômodo é um misto de fascínio. A série cativa pela controvérsia de suas mini estórias, que não são interligadas (você pode assistir os episódios na sequência que quiser, pois cada um tem uma trama diferente). A crítica, lógico, rasgou elogios pela ousadia e inovação da série, quando de seu lançamento (inicialmente para a tv britânica). A Netflix, por sua vez, percebendo o sucesso evidente da série, em especial pelo ineditismo da primeira temporada, já encomendou as sequências seguintes e com isso já seguimos com quatro temporadas, embora a última não tenha tido uma recepção tão calorosa quanto foi com a primeira. O ponto alto da série é que a ambientação dos episódios ocorre no presente tecnológico em que já vivenciamos, ou num futuro próximo. E isso assusta: as tecnologias usadas em alguns episódios ou já são parte de nosso dia-a-dia ou serão muito factíveis a curto prazo. A pitada de sátira com o comportamento humano atual, misturada com a pressão do incômodo psicológico e o excesso de tecnologias que nos cercam abre ao espectador uma pergunta evidente: para onde a humanidade caminha? Cada episódio um universo próprio O primeiro episódio (The National Anthem), chocou a mostrar uma hipotética Inglaterra sofrendo com um dilema moral de seu Primeiro-Ministro, ao ter que praticar atos sexuais (bizarros obviamente) em cadeia nacional, a mando de um grupo de sequestradores de uma princesa real. O choque do enredo choca mais ainda por se tratar de uma situação que atualmente seria plenamente possível (e trágica inclusive). O desfecho mostra a profundidade que a série quer mostrar ao espectador e de fato mostra a que veio. Em White Bear (segunda temporada), vemos a tragédia humana virar atração, no melhor estilo de reality show com uma pitada de moralismo de Estado quando a protagonista acorda num local em que ela não se lembra de nada nem de si mesma e é obrigada a fugir de um grupo que a persegue, tendo que pedir ajuda a algumas pessoas que não são confiáveis e tendo inclusive que lidar com um grupo de espectadores que a acompanha em seu desespero munidos de câmeras celulares. O fim do episódio mistura indignação e perplexidade sobre quais eram os propósitos das perseguições à protagonista. A terceira temporada nos trouxe um episódio (Nosedive) que brilhantemente mostra uma questão que se não é realidade em nossas vidas, muito possivelmente será e quiçá na China já esteja se tornando uma parcial realidade, ainda que em testes: a classificação da reputação dos cidadãos de forma digital. O episódio foca o desespero de uma mulher em ter uma boa nota nas redes sociais (o que naquele universo do episódio significaria ser popular, ter melhor crédito e status social), e o que pode acontecer com quem entra de mergulho nessa busca desenfreada por reconhecimento. Se observarmos ao nosso redor, a sociedade meio que já caminha de alguma forma para essa realidade, motivo de alarme e questionamentos sobre como nos relacionamos nas redes sociais. Por fim, um episódio marcante da quarta temporada e que inclusive chegou a ser cogitado de virar um spin-off foi uma simulação de série SCI-FI dos anos 60. Com cabelos estilosos e colorido característico, USS Callister é um episódio de fascínio visual, onde temos um capitão de nave espacial desbravando o espaço com sua filha tripulação. O que ninguém sabe (ou sabe, o que é pior de tudo), é que aquele universo à la Star Trek 60’s não passa de uma fantasia megalomaníaca de um programador que extrapola os limites do socialmente aceitável para manter uma questionável conquista espacial. A mensagem de Black Mirror Como brevemente mostrado, num apanhado por amostragem, fica evidente que cada temporada criou uma variedade de contos, das mais diversas roupagens e enredos, mas em todos a tecnologia é vista como potencialmente nociva se não bem utilizada. Esse é o propósito de Black Mirror: mostrar que presente altamente tecnológico e o futuro não tão distante podem ser ao mesmo tempo fascinantes e nocivos para a sanidade mental. Tudo já está entre nós, ao nosso alcance e conectado. E isso é tão Black Mirror! E aí, assiste ou já assistiu Black Mirror? O que achou? Fonte: Redação PTI
  9. Olá amiguinhos, hoje resolvi trazer a conhecimento mais amplo e detalhado sobre o que é a Inteligência artificial. Visão Geral Sobre Inteligência Artificial. O que é exatamente inteligência artificial ? A sofisticação das ferramentas digitais e a enorme quantidade de informações às quais se tem acesso atualmente foram responsáveis por popularizar a expressão "inteligência artificial" (IA). Para muitos, porém, ainda não está claro o que IA realmente significativa e quais são as possibilidades que se abrem quando o recurso passa a ser utilizado em larga escala. De início, IA pode ser definida como a capacidade de uma máquina reconhecer elementos como imagens, palavras e fala. Acontece que os avanços tecnológicos permitiram alcançar um grau de desenvolvimento tão elevado que o outro lado da IA é a possibilidade de que uma máquina aprenda e passe a raciocinar de formas muito similares às das pessoas. Mas, se a IA permite que as máquinas aprendam diversos processos, como os mencionados acima, não é exatamente uma novidade, correto? Em parte, sim. Já faz algum tempo que o recurso está disponível, mas o campo tem crescido significativamente nos últimos anos. Isso se deve a três fatores que estão acontecendo ao mesmo tempo: a potência massiva de computação da nuvem, a disponibilidade de enormes conjuntos de dados que podem ser usados para treinar sistemas de IA e as inovações no desenvolvimento de algoritmos e métodos de IA. A essa altura, já deve ter dado para perceber que as possibilidades oferecidas pela IA são inúmeras. Nesse sentido, a Microsoft leva vantagem em cada um dos fatores que resultaram na disseminação da IA nos últimos anos, presentes em diversos produtos da empresa. Com o Azure, ela aproveita o imenso poder de computação da nuvem para armazenar, processar e analisar grandes conjuntos de dados que são usados para treinar sistemas de IA. Já os gráficos de dados de serviços como Bing, Office e LinkedIn ajudam a desenvolver e treinar sistemas de IA. Por fim, a Microsoft implementa diversas inovações em IA através de sua rede mundial de laboratórios de pesquisa, trazendo novidades em áreas desde o reconhecimento de fala até tratamentos de saúde. Quais vantagens a IA pode gerar para as pessoas? Uma das principais possibilidades oferecidas pela IA é poupar o tempo das pessoas e liberá-las para trabalhos mais interessantes, ajudando com tarefas como manter o controle de compromissos ou com a automatização de alguns processos para rastrear bugs em softwares. À medida que os sistemas de IA se tornarem mais sofisticados, a tendência é que a tecnologia também seja fundamentalmente mais útil e intuitiva. Atualmente, ainda estamos nos estágios iniciais de compreender o que os sistemas de IA serão capazes de fazer. Por enquanto, eles são muito bons em realizar certas atividades, como reconhecer fotos ou palavras, mas não se comparam sequer à capacidade de um bebê no que diz respeito a entender o mundo ao seu redor com uma combinação de sentidos como o tato, a visão, a audição e o olfato. A grande diferença da IA para o cenário em que ela não é utilizada é que a tecnologia pode aprender a se adaptar a como as pessoas querem trabalhar e viver. Em vez de digitar um e-mail no telefone, por exemplo, é possível ditá-lo usando o reconhecimento de fala. Com a IA, pessoas cegas ou com visão fraca podem usar tecnologia capacitada por IA para obter uma explicação detalhada do mundo ao seu redor. Os sistemas de IA podem traduzir conversas em tempo real, permitindo que as pessoas superem barreiras linguísticas facilmente. Em suma, sistemas que usam IA podem entender melhor, prever e responder às necessidades das pessoas. Isso ajuda a abordar problemas que não poderiam ser resolvidos antes, além de liberar tempo para que o usuário desempenhe tarefas mais complexas. Como utilizar as ferramentas de IA disponíveis atualmente? A Microsoft tem utilizado IA para tudo, oferecendo recursos muito avançados no que diz respeito à qualidade de seus serviços. A empresa combate golpes de suporte técnico por meio de IA, mas também a usa para ajudar os usuários a criar apresentações melhores no PowerPoint. A IA ainda está presente no Microsoft Translator, que lança mão de uma técnica chamada de aprendizado profundo para oferecer traduções mais fluentes e que soem mais naturais. Já no Bing, a IA apresenta respostas diretas para determinadas consultas e pode até, em alguns casos, resumir duas perspectivas diferentes sobre um tópico controverso. Outras aplicações da IA por parte da Microsoft estão diretamente atreladas à preocupação quanto a preservar o meio ambiente. Parte da iniciativa AI for Good, pertencente à empresa, emprega a tecnologia para descobrir como cultivar mais alimentos utilizando menos recursos naturais. Já para quem estiver interessado em incorporar a IA a seus produtos, a Microsoft oferece ferramentas como Cognitive Services e Azure Bot Service. Há riscos na utilização de IA? A Microsoft defende que é essencial desenvolver e adotar princípios claros para guiar as pessoas construindo, usando e aplicando sistemas de IA. Tais princípios deveriam, entre outras coisas, garantir que os sistemas de IA sejam justos, confiáveis, seguros, privados, protegidos, inclusivos, transparentes e responsabilizáveis. A empresa também acredita que as equipes de pessoas encarregadas por projetar os sistemas de IA devem refletir a diversidade do mundo atual. A abordagem da Microsoft à IA é baseada na missão da empresa de ajudar todas as pessoas e organizações do planeta a realizar mais. Assim, ela considera que os avanços em IA mais resolverão desafios do que os criarão. E aí, deu pra captar um pouco sobre toda essa tecnologia que vem cada vez conquistando mais o nosso mundo? Claro, esperamos que todo esse avanço e o que vem pela frente seja sempre em prol do bem humano e jamais em benefício de guerras e violência. Gostou? Incentive dando um like! Fonte: Tcmundo, Google e WK
  10. Fonte: TECMUNDO As Três Leis da Robótica de Asimov Uma das coisas que mais serviu como base para outras obras de ficção – e mais recentemente até para a realidade – e que foi invenção de Asimov são as famosas Três Leis da Robótica. Esse conjunto de regras apareceu pela primeira vez em um conto chamado “Círculo Vicioso”, que aparece em “Eu, Robô”. Segundo a história, essas leis teriam surgido pela primeira vez nesse universo em uma publicação chamada “Manual de Robótica, 56ª Edição, 2058 d.C.”. Essas regras deveriam ser implantadas no mais profundo nível das mentes robóticas de maneira que constituíssem as leis mais básicas nas quais essas inteligências artificiais deveriam se pautar e aparecem em praticamente todas as obras do autor, sendo que seus robôs devem obedecê-las (ou a desobediência acaba gerando problemas que são solucionados em suas narrativas). São elas: Primeira Lei: Um robô não pode ferir um ser humano ou, por inação, permitir que um ser humano sofra algum mal. Segunda Lei: Um robô deve obedecer às ordens dadas por seres humanos exceto nos casos em que tais ordens entrem em conflito com a Primeira Lei. Terceira Lei: Um robô deve proteger sua própria existência desde que tal proteção não entre em conflito com a Primeira ou a Segunda Lei. Falhas nas leis Quando analisamos a própria obra de Isaac Asimov, é possível perceber que as Três Leis da Robótica não são nada infalíveis – muito pelo contrário. Diversas tramas, inclusive, baseiam-se na incapacidade de elas serem respeitadas pelos robôs, seja por defeitos na inteligência artificial, seja pela inabilidade das máquinas em analisar e interpretar paradoxos e ambiguidades. No fim das contas, conforme George Dvorsky afirma em seu artigo publicado pelo io9, as Três Leis de Asimov não passariam de um recurso literário usado para criar tramas dentro das narrativas do autor. Resumindo: elas são impeditivas o suficiente quando necessário e falhas em momentos em que é interessante para dar mais dramaticidade nas histórias. E no que Isaac Asimov mesmo acredita? No entanto, é interessante levar em conta o que o próprio Isaac Asimov acredita. Em uma entrevista que o autor deu em 1981, ele afirmou que realmente acredita que as Três Leis da Robótica possam servir como parâmetro para limitar – e manter seguras – as relações entre humanos e robôs: “Tenho a minha resposta pronta sempre que alguém me pergunta se eu acho que as Três Leis da Robótica vão ser realmente usadas para comandar o comportamento dos robôs, uma vez que eles se tornem versáteis e flexíveis o suficiente para escolher entre diferentes comportamentos. Minha resposta é: ‘sim, as Três Leis são a única maneira pela qual seres humanos racionais podem lidar com robôs – ou com qualquer outra coisa’”. Perigo à vista Se pararmos para pensar que a robótica hoje em dia é indubitavelmente mais avançada do que na época em que Asimov escreveu suas obras, talvez o uso dessas regras não fosse uma má ideia para evitar alguns possíveis problemas ao lidar com robôs, especialmente aqueles dotados de inteligência artificial e que são capazes de aprender novas coisas. Alguns relatos por aí podem até causar um certo medo, como o do robô que quer deixar os humanos em zoológicos, um que já tem habilidade suficiente para dar mortais para trás, e claro, aqueles que poderão roubar nossos empregos. Exatamente por isso, seria interessante que essas três regras, as Três Leis da Robótica, de fato fossem respeitadas pelos nossos “amigos” robóticos. Mas será que isso realmente teria efeito? E se tivessem, haveria alguma necessidade de atualizar essas diretrizes? Feitas para quem? Fica bastante claro quando analisamos as Três Leis da Robótica que Asimov as criou pensando mais especificamente em androides, ou seja, organismos sintéticos feitos para se parecerem com humanos, mas que possuíam inteligência artificial que os tornavam similares a nós também em comportamento. Pensando nisso, as leis fazem bastante sentido, mas e quando olhamos hoje para como o campo da robótica avançou, será que elas funcionariam? Devemos pensar que hoje em dia robôs podem ser objetos como drones ou outros tipos de máquinas de formas diversas, com movimentações completamente diferentes da nossa e, claro, inteligências artificiais totalmente distintas. Já existem, por exemplo, drones militares autônomos que podem matar sem o controle ou a interferência de seres humanos. Como esses dispositivos compreenderiam as leis de Asimov? Opinião: Por mais que possa parecer conteúdo de Ficção Científica, é algo que está próximo da nossa realidade. Podemos citar a androide ultrarrealista Sophia. Seria possível essa androide desenvolver questionamentos próprios sobre sua existência e o que ela pode ou não de fato fazer? Seria ela capaz de quebrar as leis da robótica? Fazer coisas além do que foi programada para fazer; pode acontecer. Sem falar no âmbito social. Podemos futuramente nos deparar com a 4ª Revolução Industrial. E vocês? O que acham?
  11. Tópico para dicas e indicações de apps, sites e serviços relacionados à tecnologia. 1. ClipConverter: Aplicativo gratuito de conversão de mídia on-line, que permite que você converta quase qualquer endereço de áudio ou vídeo para formatos comuns. Este conversor gratuito e rápido permite que você assista seus vídeos favoritos do YouTube no seu telefone celular, PSP, iPhone ou quase qualquer outro dispositivo. 2. Moovit: Seu guia de transporte público, podendo inclusive calcular rotas e melhores horários para locomoção. 3. Lightshot: Capturar fotos via PC de uma forma melhor. Se mais membros postarem, vou editando o post inicial.
  12. BITCOIN$ Bom Dia, Ontem eu estava navegando pela internet de boa e descobri uma extensão pra ganhar BitCoin sem fazer nada!!! SOMENTE deixando o Chrome ou/e o Mozilla abertos!!! depois de um tempo pesquisando sobre ela descobri que você pode ganhar ate 1 BITCOIN por mês!!! por enquanto ela está pagando! então corra! Aí vai um tutorial de como fazer isso: Clique neste link: https://getcryptotab.com/ em seguida instale a extensão pro navegador que você usa, (Chrome ou/e Mozilla), efetue o login com Gmail, Facebook, Twitter ou VK e começe a minerar imediatamente!!!
  13. E ai pessoal!!! Pra quem quiser saber mais sobre esse assunto temos os seguintes conteudos em video e podcast Em podcast temos o Jovemnerd NerdCast 612 Blockchain, criptomoedas e lagosta 1 hora e 57 minutos • 23 de março de 2018 • Por: Alexandre Ottoni & Deive Pazos Neste podcast: Entenda como funciona uma blockchain, o que são criptomoedas e a melhor hora para se comprar NerdCoin. DOWNLOAD DO MP3 O podcast é dividido em 3 partes, introdução, leitura de email e a conversa sobre o assunto. Pra pular a leitura de email, o cast começa a partir do minuto 24. E em video temos o Nerdologia Recomendo consumir as 2 midias, pois uma complementa a outra e assim voce estará mais por dentro do assunto. Se vou souber de outro conteudo que tbm possa agregar é so recomendar ai abaixo. Forte Abraços!
  14. Gabriel Torres discute se ainda é possível ganhar dinheiro na internet.
  15. Pois é, jovens. Da fucking Disney! Mickey Mouse Frozen Star Wars Marvel Pixar ABC ESPN 12 Parques temáticos 51 Resorts 387 lojas 195,000 empregados $55 bilhões de faturamento. Gráfico retirado do Reddit:
  16. Confere o video ai! Projeto feito em Raspberry PI + Arduino Mega + Arduino Nano. O que acharam? Mais um exemplo da potencia desse hardware. Abçs!
  17. Cara, ja temos facebook como um ser dominante do planeta terra. Temos alguns filhotes de rede sociais também que estão logo atrás do Facebook como Twitter, Reddit, Imgur, Pinterest, Tumblr, e outros... Existe muitas redes sociais também que possuem muitos usuários mas não é algo que o planeta inteiro conheça como esses ai citados.. Se eu quisesse criar uma rede social agora, o que ela precisaria ter para competir com Facebook, Twitter e poder ser uma potência ou ter alguns milhões de usuários?
  18. Os primeiros computadores eram grandes e utilizavam válvulas. Como consequência, as salas nas quais ficavam em funcionamento os tais "monstros" (em comparação aos micros de hoje) eram abrigos perfeitos para insetos ("bugs" em inglês), causando grandes problemas. Os bichinhos pousavam em alguma válvula ou chave, e morriam. Iam se acumulando até que as coitadas das máquinas paravam de funcionar - pois não tinham a mesma tecnologia de hoje. Quando descobriram a causa das máquinas pararem, ou seja, os insetinhos, acostumaram a chamar qualquer problema de BUG, originando assim a tão conhecida expressão.
  19. Estou procurando investidor para um projeto meu. Ele está pronto, preciso de alguém pra peitar alguns milhões de usuários acessando e usando. Preciso de X mil reais para o primeiro lançamento, tenho sociedade limitada e marca registrada. Estou a oferecer % dos lucros da empresa ao socio investidor. Se você não é um investidor ignore o tópico. Entrar em contato PM.
  20. Boa Tarde Pessoal, tenho interesse de formar uma equipe de pessoas que sejam criativas, sabem trabalhar em grupo, tenham conhecimentos na área tecnológica geral. Pretendo Abrir uma Startup, para entrar na área de desenvolvimento, suporte e marketing digital. A Principio não terá remuneração por ser o "toque inicial da Startup". Para mais informações entre em contato comigo. Preciso principalmente de pessoas que saibam programar independentemente da linguagem e da área de design Gráfico. outras áreas são bem vindas, porem a maior necessidade são nessas áreas.
  21. Galera fiz um Video explicando como funciona o google adword's espero que vocês gostem!
  22. Primeiramente se essa não for a área correta perdoe-me, procurei e não achei nenhuma área que diz respeito a isso. A minha duvida é a seguinte, no meu trampo os caras do TI configuraram o WIFI da empresa com algum tipo de IP fixo dos celulares da empresa, pois não há senha e só conecta os celulares "cadastrado", queria saber se a um tutorial ou alguém que manja fazer essa configuração, obrigado!
  23. Gente o que sera aqueles numeros que aparece neste video que encontrei no youtube? Alguem aqui sabe o que significa aquilo? https://www.youtube.com/watch?v=tVAXy2_H3b8
  24. Me falem um celular de até 1600 reais, com câmera boa e que não trave.
  25. Qual a configuração completa do setup de vocês ? O meu Gabinete: Sharkoon ATX VS4-W (2 Fans) + 1 Fan Adicional Fonte: 500w (Não lembro a marca) + COVER PSU RISE WOLF LED VERDE Placa de Vídeo: GTX 1050 2GB OC Edition RAM: 2x 4GB DDR3 HD:1x 500GB Processador: Intel Pentium® G2030 3.0GHz (Bosta demais, porque ainda não terminei de montar tudo) Placa mãe: Asus P8 H61-M LX2 R2.0 (Bem bosta também) Monitor: AOC Led 19 Polegadas + TV Samsung Led 32 Polegadas Periféricos Mouse: Motospeed V30 3000DPI / Razer abyssus 1800DPI Teclado: Teclado Mecânico Motospeed CK104 Headset: Knup kp-359 I Headfone / Superlux HD662 Microfone: SF 666 Mouse Pad: Braview MP-A01 Pequeno Bom, é um PC bem básico , mas aos poucos vou montando . rsrs E ai , qual o de vocês ?
×
×
  • Create New...