Jump to content

O Retorno dos Membros VIP Junte-se ao Clube

Obtenha destaque e desfrute os benefícios exclusivos para VIP.
Clique Aqui

Reporte bugs e nos ajude a melhorar!

Nos ajude a descobrir bugs! Além de melhorar a comunidade.
Reporte aqui!

Conheça a Lotérica e arrisque sua sorte!

Descubra o quão sortudo você pode ser.
Saiba mais
Notícia
  • Junte-se ao Clube de membros VIP!
  • Teste sua sorte em nossa loteria e concorra a uma fortuna de webcoins!

Search the Community

Showing results for tags 'vida social'.



More search options

  • Search By Tags

    Type tags separated by commas.
  • Search By Author

Content Type


Forums

  • Anunciantes
    • Advertise here
    • silvaBR Cheats
  • Anúncios/Eventos
    • Regras
    • Anúncios
    • Eventos do fórum
  • Feedback & Suporte
    • Tutoriais WC
    • Suporte
    • Sugestões
    • Denúncias e Reclamações
    • Depósito
  • WebCheats Premium
    • Trackers & Warez
    • Download
    • Cracking
    • Serviços Pagos - Pedidos
    • MarketPlace
    • Conteúdo Adulto
    • Taverna WebCheats Premium
  • Shooter Zone
    • Point Blank
    • Combat Arms
    • Cross Fire
    • Counter Strike
    • Battle Royale
    • Outros Shooters em Geral
    • Shooter Zone - Lixão
  • RPG/MOBA Zone
  • Outros Games Zone
  • Design Zone
  • Info Zone
  • Video Games Zone
  • Entretenimento & Diversão
  • 【FREE FIRE】▄︻┻┳═一's Fórum do Clube

Find results in...

Find results that contain...


Date Created

  • Start

    End


Last Updated

  • Start

    End


Filter by number of...

Joined

  • Start

    End


Group


About Me


Discord

Found 3 results

  1. Tô cursando jornalismo e é por essa exata razão que venho estado ausente, tenho lido PDFs dos mais variados gêneros. Digam-me aí, vocês já frequentam faculdades? Como é estar em faculdades?
  2. O Cérebro de Papagaio - Gente popular é UM NOJO! Nunca me dei bem com pessoas populares; acho pessoas populares um produto padrão indigesto - eles me produzem uma sensação tão horrível que, quando a essência de suas popularidades chega a ter contato com minha linguá, acabo vomitando -, por assim dizer. Criei um nome para o popular padrão de pessoas populares, nomeio-os de "cérebros de papagaio"! O que é um Cérebro de Papagaio? Papagaio é aquele bicho chato que fica repetindo palavras que aprendeu após tanto ouvi-las. O papagaio é um bicho pequeno, com asas, geralmente, bonito e famoso. Pessoas com "cérebro de papagaio" vêm a serem pessoas bonitas, presas em suas gaiolas sociais cheias de egocentrismo e onipotência, onisciência no quesito de mediocridade e, sobretudo e mais importante, o costume de repetir tudo que é famoso: jargões, piadas - sobretudo isso -, ideias, et cetera. O cérebro de papagaio tipo macho! É aquele rapaz popular, muito possivelmente, de rosto bonito e, às vezes, saradinho ou sarado. Ele fica bullynando os colegas de classe e tem o estranho costume de pôr os braços entre os pescoços das pessoas. Dá em cima de meninas, faz piadas na sala de aula, com incrível frequência, fala alto e é popular entre as mulheres - pouco importando o quanto elas digam que não querem dar para ele, esse imbecil popularesco consegue ser o primeiro a entrar quando as "portas da esperança" se abrem. (Resumidamente: o popular machão-beta que todo mundo acha escroto.) Como toda boa pessoa popular, ele necessita que outras pessoas façam favores a ele. Dá trabalhos escolares para menininhas bobinhas ou para o nerd; consideravelmente, quando ele gosta de atribuir características no tom pejorativo muito perto de determinadas pessoas só para que elas sintam seu veneno, exemplo: - Vamos perguntar aos virjões qual é a próxima aula? - pergunta o macho de cérebro de papagaio ao amigo tribal com um cérebro de papagaio. O Cérebro de Papagaio tipo fêmea! Aquele garota que é, sempre é, gostosinha ou famosinha. Aquela vagabunda que geralmente lhe pede favores e te satiriza enquanto pergunta se você é virgem - há grande possibilidade dela sequer falar com você, relaxe, você não está perdendo nada ao não ter contato com esse tipo de "mulher" (se é que cérebros de papagaio podem serem colocados em igualdade e semelhança com humanos). Normalmente elas possuem forte tendência a repetirem de ano ou passarem com notas mínimas. Algumas são razoavelmente boas em algum esporte ou coisa do tipo. Uma fêmea com cérebro de papagaio, na aula de sociologia, história, filosofia ou geografia, quando questionada ou quando tenta opinar sobre os problemas no Brasil contemporâneo dará respostas como: - É só imprimir dinheiro e dar para todo mundo! - essa frase demonstra a clara tendência de cérebros de papagaio tenderem a economia keynesiana, mas isso é meio óbvio pois o keynesianismo é uma bosta e é claro que cérebro de papagaio irá falar bosta sobre economia. - Os políticos não fazem nada pelo povo! - essa frase também nos demonstra a tamanha imbecilidade dos cérebros de papagaio: os políticos fazem e quanto mais fazem pior fica, logo, a solução não é aumentar a atuação política e sim diminuí-la (algo pouco perceptível para pessoas com cérebros de papagaios, tudo para eles é). Tribalismo Pop! Quando se é um papagaio, em meio a uma rede de sem-número de cérebros de papagaio, o objetivo é "papagaizar" - papagaizar é o método de aumentar sua "papagaidade", enfim, arrume tretas, faça piadas chatas na sala de aula, atrapalhe a aula, mate aula, faça sexo, siga a todos que você faz sexo, blá blá blá, ah, frequente bastante baladas. Cérebros de Papagaio são isso mesmo, gente popular que se relaciona entre si e ama isso. No fim, quase todos os odeiam e quase todos queriam serem eles - a não ser aqueles que apresentam uma capacidade cognitiva aceitável e querem ser algo de útil na vida. Meus amigos, agora vocês sabem o que é um cérebro de papagaio.
  3. Esse é o caso, pelo menos para os membros mais jovens da Geração Y. Nascidos na década de 1990 ou depois, eles têm mais que o dobro de probabilidades da geração X e membros mais velhos da geração Y de serem sexualmente inativos, de acordo com um estudo publicado terça-feira na revistaArchives of Sexual Behavior (arquivos de comportamento sexual). "Millennials" - como são chamados os membros desse grupo- como um todo, são bastante "quadrados" quando se trata de sexo. Eles têm muito menos parceiros sexuais do que os "Baby Boomers" e a Geração X. Pela primeira vez em décadas, a maioria dos estudantes do ensino médio são virgens e apenas 11,5% deles admitem ter quatro ou mais parceiros sexuais, abaixo de quase 19% no início dos anos 90, de acordo com o Center for Disease Control. Um estudo do ano passado descobriu que a geração do milênio tem o menor número de parceiros sexuais quando comparados a qualquer grupo desde antes da revolução sexual: apenas oito. Há várias razões diferentes para que os homens e mulheres jovens adiem o sexo, incluindo: "a pressão por sucesso profissional, vida social cada vez mais realizada numa tela (smartphones, notebooks etc), expectativas irreais de perfeição física incentivada por apps de namoro e cautela sobre o estupro." As feministas são também parte da culpa, tendo passado a última década atacando os homens por serem defensores da cultura do estupro, aumentando as estatísticas de agressão sexual falsas, e com uma série de perfis altamente "prestigiados", sobre histórias de estupro falsas - dos jogadores do Duke Lacrosse para o caso da menina do colchão, muitos homens jovens estão preocupados em ser acusados de estupro. Noah Patterson, um bonito rapaz de 18 anos, disse ao Washington Post que ele é virgem porque tem medo de ser acusado de ser parte da cultura do estupro. "Feministas de terceira onda parecem loucas, dizendo que todos os homens estão participando desta cultura do estupro", disse Patterson para o Washington Post e insistiu que prefire ficar se masturbando com pornografia. "É mais rápido. É mais acessível. O que você vê é o que você recebe. " Especialistas também culpam a tecnologia doa smartphones; as pessoas estão apenas tendo menos experiências do mundo real, incluindo o sexo. Talvez o time de developers de Pokemon Go deva lançar um novo aplicativo onde os jogadores ganham pontos por conhecer outras pessoas e começar uma conversa. Millennials também podem estar sofrendo por crescer durante a era da epidemia dos divórcios, menos propensos a expor seus sentimentos, temendo serem feridos. Esta é uma geração que cresceu com os pais computando a necessidade de saber o quanto de glúten estava em sua dieta; eles não vão expor suas emoções cegamente. Agora, eles não só têm apenas um espaço seguro (safe place); eles têm um espaço livre de sexo também. Fonte: Pop Liberal
×
×
  • Create New...