Jump to content

Uma nova Web Cheats está a caminho!

A WebCheats é a maior e melhor comunidade de cheats do Brasil. Temos mais de 14 anos de existência, isso graças aos membros que nos apoiaram e ajudaram ao longo da nossa história!
Veja mais...

Reporte bugs e nos ajude a melhorar!

Nos ajude a descobrir bugs! Além de melhorar a comunidade.
Reporte aqui!

Conheça a Lotérica e arrisque sua sorte!

Descubra o quão sortudo você pode ser.
Saiba mais
Notícia
  • Tema White WC 2019 0.0.1
  • Apresentamos o novo tema padrão do WebCheats!
  • Teste sua sorte em nossa loteria e concorra a uma fortuna de webcoins!

mikhail

Diamond Member
  • Content Count

    4,593
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    1
  • WCoins

    0 [ Donate ]

mikhail last won the day on July 10 2011

mikhail had the most liked content!

Community Reputation

98

About mikhail

  • Rank
    DUBITO, COGITO, ERGO SUM!

Recent Profile Visitors

The recent visitors block is disabled and is not being shown to other users.

  1. Bom, lugar público não significa que aquele local pertença a Prefeitura, ou ao Estado, nem mesmo a União. Se é público pertence a TODOS os cidadãos, contribuintes ou não e é DEVER da Prefeitura, do Estado e da União CUIDAR e ZELAR pelo "local". E isso não exclui o cidadão, em última instância o PROPRIETÁRIO. Quando eu assumo o DEVER de outro eu o isento daquela obrigação. Se pego em vassouras e vou limpar praças estou mandando um, recado pro senhor prefeito [exceto, talvez, se isso seja feito sob forma de protesto com muito sarcasmo]: - Pegue o meu IPTU e faça algo diferente daquilo que seria sua OBRIGAÇÃO, pois dela eu já estou cuidando. Na pratica eu o substituo e o desobrigo permitindo que dê outro destino ao que já PAGO para que ele, ou quem ele mande, o faça. Ninguém gosta de frequentar um lugar sujo, mas poucos de k* pra brigar, e obrigar, a prefeitura a limpar, e um grupo ainda menor tem capacidade pra fazer valer o que paga de IPTU e ISS. Mais fácil eu processar o prefeito que limpar uma praça.
  2. O que os cariocas precisam é tomar vergonha na cara! A direita carioca é ególatra e somente enxerga a poha do próprio umbigo, dividiu-se e isso abriu espaço para os esquedopatas do Crivella e o Freixo - aquele que buscou refúgio nos EUA dizendo-se ameaçado pela milicia, foi dura e prontamente desmentido e acabou por desdizer o que havia dito. Crivella sofreu preconceito religioso, a IURD acabou por tirar-lhe votos. Venceu, mas não convence. O ministro da pesca que nunca deu banho em minhoca, só sabe a diferença entre Traira e Roubalo porque é um dos envolvidos na comparação. Até o fim do Governo Dilma essa criatura estava com ela de mãos dadas, na votação do impeachment o sujeito ajuda a fundar àquela que o manteve no poder. ((Sem contar o Botox... Nem minha avó aplica tanto quanto esse pastel.)) O Rio não tem saída e o novo alcaide também não. Nada resta ao Crivella senão ser o melhor, ou ao menos um dos melhores, prefeitos que essa cidade já viu. E aos cariocas não resta outra senão rezar pro cara conseguir isso. Não acontecendo o que disse os planos do senador e da IURD vão pro brejo e ele não conseguirá se eleger Governador em 2018, já a cidade vai quebrar. São 3,3 bilhões a menos que o Dudu Paes está deixando no orçamento, é dinheiro que fará falta. Mudanças lentas em direção ao socialismo fabiano SEMPRE acabam em fascismo. A necessidade de controle das mudanças implica no controle sobre os agentes que provocam e os que podem retardar ou paralisar as tais mudanças lentas. Um exemplo de que não vivemos uma experiência dessa natureza é o fracasso no controle da mídia, algo que o lulismo mais radical tentou diversas vezes. Outro exemplo foi a PEC da bengala que tirou de Dilma a prerrogativa de indicar mais ministros do supremo, o que poderia aparelhar o STF. Foram ou não forças de direita/conservadoras que se insurgiram contra essas duas aberrações? Se sim, existem forças a direita e a esquerda na democracia brasileira.
  3. Peraí... Fabianismo??? O pressuposto para a aplicação e existência de algo assim seria um regime socialista. Você está dizendo que desde os tempos de FHC vivi-se no Brasil o socialismo fabiano? É bom lembrar que o "lulismo" nunca foi unanimidade neste país e que mesmo os que o defendiam apontavam, e ainda apontam, a existência de grupos de direita/conservadores. O fato de havermos vivido sob o comando do PT e em especial sob o controle da FACÇÃO petista denominada 'lulista' não alterou o regime democrático capitalista. Ao contrário, o capitalismo esteve para os 'lulistas' assim como a luz esteve para a mariposa, vide mensalão e petrolão.
  4. O mundo está fazendo uma guinada a direita. Alguns países caminham para o centro-direita, outros vão além e estão indo, a passos largos, para extrema-direita. Por agora é precipitação dizer que rumo o Brasil trilhará. A DEPOSIÇÃO LEGAL do PT não é atestado de mudança de rumos. Há quem diga que as eleições municipais servem de confirmação da derrocada da esquerda, eu discordo. Temer tem que mostrar a que veio e o que tem, até o momento, é um 'voto de confiança' precário, frágil e que precisa mostrar-se acertado. As eleições municipais colocaram as esquerdas no córner, mas não as matou, não as derrotou completamente, só as colocou em compasso de espera. São muitas as esquerdas e o esfarelamento do PT facilitou a outras legendas que agora podem prosperar. PSOL, REDE, PSB... estão aí, fortalecendo-se. Perdendo ou ganhando eles vão marcando seus territórios e fazendo crescer o número de eleitores que deles tem conhecimento e os encaram como opção possível. Essa de enfraquecimento das esquerdas está como aquela do "copo meio cheio ou meio vazio". O risco aqui é fazer uma leitura equivocada e acabar como o urubu que precipitado achou que o boi na sombra estava morto, até hoje suas penas se espalham no pasto.
  5. Bush era o ponto fora da curva. A primeira desculpa foi a tradição da família, a segunda foi a Flórida cubana. Este aí outro ponto fora da curva. Soube traduzir, e muito bem, o sentimento médio americano, disputou com uma candidata cuja rejeição só não é maior que ela mesma. Qual será a desculpa agora? Veremos em um ano, não mais. Já os mercados..... Parabéns ao nacional-populismo, aos xenófobos, aos preconceituosos da extrema direita, aos anti-imigrantes. Não que a candidata derrotada fosse melhor, não era e nunca foi. Isso só mostra que o coisa anda feia não apenas aqui, mas por todo lado.
  6. Se alguém me der um tapa, corre o risco de levar um murro na cara. Foi escolha do imbe3cil me estapear, ele sabia, ou deveria saber, que ao agir provocaria uma reação que nem sempre é proporcional. Quem sai de casa armado, disposto a assaltar, com toda certeza não espera ser recebido com 'flores e beijinhos'. O sujeito que empunha uma arma pra assaltar impõe ao assaltado o risco de ser morto, assassinado. ORA POHA, se o sujeitinho arma-se e coloca outro em risco também coloca-se sob a possibilidade de reação de sua vítima. Trocando em miúdos bem graúdos: OS CARAS SABIAM QUE CORRIAM O RISCO DE MORRER, ELES OPTARAM POR ESSE CURSO DE AÇÃO E SUAS CONSEQUÊNCIAS, KCTS! Só por que os assaltantes fugiram não significam que não voltariam, tão pouco significa que o policial pudesse sentir-se seguro pra não perseguir. E tem mais, ele não deixou de ser policial por estar dirigindo um Uber, mesmo de folga ou fazendo 'bico' "poliça é poliça 24x7". A defesa intransigente da vida bate de frente com um muro moral intransponível: Entre você e eu, se tu ameaça minha vida, pode me matar, e se eu tiver a chance de te mandar beijar o capet4, devo deixar que tu me mate? Pra mim a resposta é clara: - Mande lembranças minha a s4tan nos quintos dos infernos.
  7. Mas, se ela engravidar... ...você é contra ou a favor do aborto?
  8. Revolução industrial... Quando inventaram a máquina a vapor disseram que ela eliminaria a necessidade de mão de obra humana, que 'em breve' o homem seria desnecessário. O homem se adaptou, a mão de obra humana foi realocada e mais empregos surgiram. Lá, na época da revolução industrial, já havia os arautos do derrotismo, os anunciadores da catástrofe e a história os desmentiu. Robôs nas fábricas... Tal e qual ocorreu na 'revolução industrial', quando os robôs chegaram as fábricas o derrotistas de plantão empunharam suas bandeiras e aos brados anunciaram o "fim do mundo". Mais uma vez o homem se adaptou, a mão de obra foi realocada, novamente capacitada, novos empregos em áreas até então inexistentes surgiram. Adiou-se, de novo, o fim dos tempos. Computador, internet, smartphone e a impressora... A tecnologia continuou a avançar, dispositivos, meios, modos e sistemas foram criados e aperfeiçoados. Pra variar lá estavam os proclamadores do Armagedom a dizer, inclusive, que a industria do papel sofreria com tantas e tamanhas inovações. Nunca se consumiu tanto papel na história humana. A critica: O problema não está na tecnologia, não está no quanto ela avança, não está no que nos oferece. O uso inadequado pode trazer transtornos, mas cria novos hábitos. Ela pode tanto isolar quanto unir, pode até mesmo trazer um pouco de brilho para as vidinhas apáticas e deprimentes de alguns. O problema está em alguns homens e no uso que esses homens podem fazer dos avanços tecnológicos existentes e futuros. E francamente, o homem não precisa de nada além de p4us e pedras pra se extinguir! Imagine se em 1777 a tese anti tecnologia, sim já havia isso lá, houvesse sido vitoriosa. Não creio que qualquer um aqui, hoje, pudesse ler o que escrevo. Ou poderia? ""Talvez via sinais de fumaça."" Dizer que a raça humana torna-se "escrava" da tecnologia me parece uma balela inverossímil, especialmente quando se faz uso de um computador e da internet pra 'falar' algo assim. Sem contar que ninguém, e tão pouco máquina alguma, tirou-lhe o direto de abdicar totalmente de seu uso. Ou tirou? Sempre houve, e ainda há, a possibilidade de viver sem tecnologia alguma. Os Quakers estão aí pra ajudar se necessário. Hoje meu telefone tem mais memória, capacidade de processamento e conectividade do que meu primeiro computador. Com ele me mantenho mais informado, mais atento, mais ativo, trabalho mais, ganho mais, me comunico mais e melhor, automatizo mais tarefas e perco menos tempo, MAS SOU EU QUEM CONTROLO ISSO E NÃO O CONTRÁRIO.
  9. Família de corrupto merece prisão? [spoiler=...] Alguém poderia criar o prefixo OPINIÃO?
  10. Roubou ou não roubou?
  11. Nem uma coisa nem outra. É tipo: 'Faz o teu e esqueça o resto!'
  12. Traduzindo... Do ladinho do K* do mundo! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk:rofl::rofl::rofl::rofl::rofl::rofl::rofl::rofl::rofl::rofl::rofl::rofl::rofl::rofl:
  13. Isso é tudo menos uma 'frase de efeito'. De maneira muito resumida, e aí sim usando uma frase dessa - Sartre, lembre-se: "O inferno são os outros"
×
×
  • Create New...