Jump to content
Notícia
  • Junte-se ao clube de Membros VIP e desfrute benefícios

Kawaoshi

Membro
  • Content Count

    3
  • Joined

  • Last visited

  • WCoins

    0 [ Donate ]

Community Reputation

0

About Kawaoshi

  • Rank
    DOG TAG
  • Birthday 04/09/1995
  1. Gears of Wars: Ultimate Edition foi feito em menos de 10 meses Remasterizar um game não deve ser uma tarefa fácil. Afinal, é preciso pensar em vários aspectos técnicos, melhorias, mudanças na jogabilidade e por aí vai – algo que deve levar bastante tempo. Porém, parece que esse não foi o caso em Gears of War: Ultimate Edition. Em um vídeo de bastidores de produção de Gears of War: Ultimate Edition (que você confere na sequência), Mike Crump, produtor executivo do game para Xbox One, comentou que a versão remasterizada do jogo lançado originalmente para Xbox 360 foi feita em menos de dez meses. [video=youtube;sb7lq3BdMYw] “Normalmente, para um jogo desse tamanho e dessa escala seriam necessários de dois a três anos de trabalho para criar o material importante para a composição do game. Neste caso, tivemos menos de dez meses”, comentou Crump, complementando com a informação de que foi necessária a ajuda de estúdios parceiros (espalhados por seis países e quatro continentes diferentes) para cumprir o prazo. Em desenvolvimento para Xbox One e PC, Gears of Wars: Ultimate Edition estará disponível a partir de 25 de agosto. FONTES: YouTube/Gears of War/BJ
  2. Esse Bug da resolução não muda nada na Resolução em si, ele apenas faz com que as partidas carreguem mais rápido, pouca coisa mas ajuda, Principalmente pra quem joga Equipe Armada.
  3. GTX 980 Ti: Temperatura, consumo e ruído – Stock e Overclock + Benchmarks (vs Titan X) Teste de temperatura e consumo – Firestrike Estamos rodando o 3DMark Firestrike, um dos benchmarks mais pesados e utilizados da atualidade para comparações de placas de vídeo. Lado a lado temos os dois testes, stock e overclock. No topo da tela temos as informações da placa de vídeo e do processador fornecidos pelo Riva Tunner Statistics Server e Hwinfo64. Vemos ali os frames por segundo, clock da GPU, clock da memória, temperatura da GPU, uso da GPU e velocidade de rotação da fan; além dos dados do processador na última linha. Na parte de baixo da imagem, vemos a medição em tempo real de quantos Watts a máquina inteira está extraindo da rede elétrica, em stock e em overclock. Com a GTX 980 Ti em stock e o 3770k a 4.5 Ghz, a máquina de testes extrai da tomada cerca de 360W, e em overclock cerca de 430W, valores próximos dos testes que fizemos com a TITAN X, já que ambas as placas possuem o mesmo TDP. Portanto, a fonte mínima recomendada para essa placa é de 600w, pois assim temos uma folga mesmo com os componentes em overclock. Sobre a temperatura da placa. Em stock, da mesma forma como ocorreu no último teste onde testamos 8 jogos, a temperatura da GPU fica estabelecida no limite pré-definido, 83º. Esta é a condição original da placa, sem nenhuma alteração. Em overclock, a placa chegou facilmente nos 87º. E conforme explicamos, a temp limit foi configurada para esse valor, mas a fan ficou no automático. Por esse motivo a GPU esquentou tanto. Agora nesse teste, com a GPU acima dos 1400 Mhz, foi feita uma alteração no perfil de fan, que sincroniza a temperatura com a porcentagem de rotação. E isso faz uma grande diferença, mesmo com a placa rodando em um clock alto, a GPU agora fica com uma temperatura MENOR que em todos os testes, até mesmo o teste em stock. Um simples ajuste pode fazer toda a diferença! E mais uma vez lembrando, temperatura é um ponto chave para manter a performance no máximo. Nesses testes, a placa fica acima dos 1400 Mhz o tempo todo; enquanto que no teste em jogos, em overclock a placa reduzia o clock para 1350 Mhz, de modo a respeitar a temperatura limite de 87º que fora definiada. E isso faz com que a performance seja reduzida. Pra resolver isso temos duas soluções: Ou aumentamos a temperatura limite para valores ainda maiores (nessa placa o máximo é 91º), e assim a placa continua subindo; ou ajustamos a fan de modo a deixar a placa fria, com o custo de aumentar o ruído, que é o que eu foi feito aqui. Vamos agora para o teste de ruído da placa. Teste de ruído No teste de ruído, posicionamos o microfone a uma distância de aproximadamente 25CM de distância da placa, para simular um ambiente onde um usuário fica a esta distância do computador. Temos como resultado 37 DBa com a placa em descanso/iddle (fan 22% auto, 1068 RPM) e 41 DBa com a placa em carga/load (fan 44% auto, 2157 RPM), os mesmos níveis de ruído da TITAN X. Teste em Benchmarks E fechando mais uma longa série de artigos e vídeos sobre a GTX 980 Ti, vamos mostrar o resultado em 8 benchmarks, nas três versões do 3DMark Firestrike (performance, extreme e ultra), comparando o desempenho com o obtido com a TITAN X no mesmo hardware e mesmos clocks. Antes de mais nada, todos os testes foram rodados na mesma máquina, e com o processador no mesmo clock (4.5 Ghz). Para comparar, usamos a pontuação gráfica (Graphics Score). Vamos as comparações: 3DMark Firestrike Performance Stock: 14196 pts na pontuação final e 17034 pts na pontuação gráfica. Link. Overclock: 15803 pts na pontuação final e 19945 pts na pontuação gráfica, 17.08% a mais que no teste em stock. Link. 3DMark Firestrike Extreme Stock: 7289 pts na pontuação final e 7676 pts na pontuação gráfica. Link. Overclock: 8432 pts na pontuação final e 9058 pts na pontuação gráfica, 18% a mais que no teste em stock. Link. 3DMark Firestrike Ultra Stock: 3835 pts na pontuação final e 3743 pts na pontuação gráfica. Link. Overclock: 4532 pts na pontuação final e 4494 pts na pontuação gráfica, 20,06% a mais que no teste em stock. Link. Creditos: Lucas Peperaio Canal do YouTube
×
×
  • Create New...