Jump to content
Notícia
  • Adquira já o seu VIP!

*****/cake/

Membro
  • Content Count

    25
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    1
  • WCoins

    0 [ Donate ]

*****/cake/ last won the day on May 6 2016

*****/cake/ had the most liked content!

Community Reputation

36

About *****/cake/

  • Rank
    bolo o humano
  • Birthday 06/12/2000
  1. montei um team com o Ishiyoto, quer juntar?
  2. Último dia de inscrição na AOTM! Empresas pagariam caro pra ter o nome e um trabalho exposto no topo da página por um mês, vai perder essa chance? http://www.webfx.com.br/threads/aotm-2-inscri%C3%A7%C3%B5es.2528771/
  3. *****/cake/

    smudge

    vlw gente tava tentando trabalhar com algumas cores dessaturadas
  4. *****/cake/

    smudge

    fiz pra um evento da gfxr
  5. obg, me sinto honrado :) valeu :D esqueci de falar que o mais importante é ter paciência obg :) isso ai, o instrumento não te torna um artista
  6. Vlw pessoal <3 Tudo de bom pra vocês
  7. Oi gente, como estão vocês? Trago aqui um tutorial básico e mais algumas dicas de como fazer pintura digital sem a mesinha digitalizadora. Vou ensinar como simular alguns aspectos do tablet (pen pressure) e um workflow para desenvolver sua pintura. Lineart [spoiler=SAI]Hmm, na questão da lineart, o jeito mais eficiente que achei para fazer linearts fluídas e bonitas é usando as camadas de linework to Paint Tool SAI: [spoiler=painel de camadas] O SAI possui algumas ferramentas que nos auxiliam na criação da lineart. Elas se comportam como vector, podendo ser modificadas sempre que precisar. [spoiler=ferramentas] As mais importantes são a Curva, Reta, Pressão e Editar. [spoiler=Curva] Vai nos ajudar a modelar formas orgânicas e curvilíneas. Usando essa ferramenta junto com combinações das teclas Alt, Shift e Ctrl assimilam funções da ferramenta editar nela, o que é ótimo para trabalhar rapidamente. [spoiler=Reta] [spoiler=Editar] Essa ferramenta possui várias funções de edição para lineworks já existentes. CP = Curve Point [spoiler=Deform Stroke] Deforma seu segmento linework. [spoiler=Deformation Anchor ON OFF] Define 'eixos' para controlar a deformação do segmento linework. [spoiler=Pointed Rounded] Altera entre pontos curvos ou retos. [spoiler=Pressão] É um dos diferenciais do SAI. Altera a pressão num dado ponto do segmento simulando o pen pressure dos tablets. Clique, segure e arraste para os lados para modificar a pressão. Capriche na lineart caso ela for ficar em evidência no seu desenho. Se não, então desde que seja boa a ponto de você não ter que adivinhar onde certo detalhe vai servir. [spoiler=Lineart pronta] Para o sombreamento e coloração recomendo a leitura dos seguintes guias (em inglês): Transformando lineart em uma pintura digital Fundamentos do sombreamento Fundamentos da cor Como dominar os valores Agora vamos continuar no Photoshop. É questão de preferência, pois os mesmos resultados podem ser obtidos tanto no SAI quanto no Photoshop. Não vou entrar em detalhes, só vou ensinar alguns truques bem úteis. [spoiler=Photoshop CC] Vamos começar com o layout. Eu editei o meu para ficar mais confortável e com os pincéis à vista. [spoiler=meu layout] [spoiler=Pinceis]Eu uso o conjunto padrão de pincéis com algumas modificações minhas. Selecionei os pincéis que mais utilizo e coloquei no final. Também tenho alguns pinceis especiais que fiz especialmente para replicar pen pressure. Quem quiser baixar: http://www.mediafire.com/view/k7f3480ssl89t7j Um segredinho para obter um pincel suave é usar um baixo flow: Quase sempre utilizo os pinceis com flow no 10%. Marque a opção com um airbrush para que você possa modificar o flow com os números do teclado. Caso esteja desmarcado, os números irão modificar a opacidade. [spoiler=pincel padrão rígido] O pincel que mais utilizo. Mesclo as cores usando esse pincel com uma opacidade baixa Aqui podemos ver o flow agindo. [spoiler=pincel com hue misturado] Útil para texturizar. Ele mistura as cores do background e foreground. Flow: 10%, Opacity: 100% Nesse exemplo a cor original é vermelho. O que fiz foi apenas modificar a cor do background. [spoiler=Pincel limitado com controle de textura] Possui um limite de tamanho, simulando o pen pressure. Além disso permite modificar a quantidade de texture na pincelada conforme você vai passando o mouse ainda pressionado. Pode ser editado aqui: [spoiler=brush] [spoiler=pincel de grunge preciso] Bem útil quando se precisa de um grau elevado de precisão na pintura de textura. [spoiler=pincel com textura] Costumo usar ele para adicionar um toque de defeito na pintura. Esse não é lá um dos melhores brushes mas são os que mais me agradam. Eu vou modificando ou procurando brushes novos caso algo me dê dificuldades. Pra começar, vamos definir nossas áreas da imagem que devem ter uma transição brusca. [spoiler=exemplo] Sim, vai demorar pra caramba. Depois que limitar todas as áreas necessárias, cubra tudo com um cinza 50%. Depois comece usando um pincel rígido com baixa opacidade, usando o cinza 70%. Fica melhor pra visualizar sua iluminação se você "esculpir" ela num modelo de escala menor: [spoiler=mini] Só pra ter uma ideia da iluminação que você quer. Caso já saiba usar as cores pode pintar direto com elas. É sua escolha. [spoiler=devagar mas indo] Conforme for pintando cara área separadamente, elas vão se ligando e tornando uma peça só. Vá usando toda a gama de tons de cinza para dar profundidade à cena. Não tenho muito o que falar aqui, meu único conselho é entender na prática. Use os layer blend modes e a técnica blend if para quebrar um galho. [spoiler=xzzxcxcxczxcz] [spoiler=blend if]A iluminação vermelha na roupa dela fiz usando um pincel rígido com opacidade baixa e um pincel com uma textura suave usando blend mode normal. [spoiler=mais progresso] Não contei o tempo certin, mas acho que no total foram 10 horas divididos em vários dias. Tenha sempre um arsenal de técnicas pra usar em sua pintura. Mais tarde posto o PSD e um gif mostrando o processo todo.
  8. oi bolo, posso te comer depois de soprar a velinha?
    1. *****/cake/

      *****/cake/

      sou um bolo tagger ameaçado de extinção. n pode n sr. canibal/estuprador
  9. hmm parece que vc tá usando um pincel suave para fazer o smudge, que fica desfocado. Eu uso um pincel padrão, com 100$ hardness e 91% strengh pra realizar todo o smudge. sugiro que você veja outras tags de smudge de alguém estilo que você quer aprender, observe bem ela e tente entender o porquê e como alguém fez algo nela. O que acho mais importante que desenvolver a técnica é desenvolver sua mente no quão nítido você consegue visualizar a tag que quer fazer e ter mais controle sobre suas signs. Eu lembro que cometi o mesmo erro que você no meu primeiro smudge; usei um pincel suave. Ah, e como meu amigo acima disse, não faça um flow chato de se ver. Sei que tem uma certa curva no flow, mas mesmo assim o flow ficou fraquinho. Se for usar o mesmo esquema de composição, tenta inovar um pouco no flow. Exemplo:
  10. sim, faço tudo com o mouse. n sei pq mas tenho muita preguiça de fazer tutoriais, mas logo logo faço alguns
  11. Wow, vlw gente vcs são demais. <4 A tag do moraes e do ishi ficaram ótimas também. c:
  12. http://www.webfx.com.br/threads/aotm-1-vencedores.2528598/ Parabéns! =D
  13. *****/cake/

    81

    ficou boa fera, vc deve ainda estar se desenferrujando depois de tanto tempo sem fazer um smudge. começando pelas cores: usar as cores da render é sempre uma boa alternativa quando se está começando, mas não vamos tornar isso uma regra. É como um workflow, para ajudar você a decidir seu esquema de cores mais tarde. O tom das cores é o mesmo em toda a tag, o que não é um problema caso o estilo usado não seja o de "aura", emanando um certo poder do personagem. Olhando pra tag, eu não sinto nada; não vejo alguma relação com a render e o smudge. A falta de profundidade é bem aparente. Geralmente, nesse estilo de smudge, é comum a gente associar profundidade mesmo quando aparentemente não tem. O maior problema aqui é falta de saturação dos espaços negativos e na variação do tamanho do smudge em partes específicas, decididas quando se planeja uma sensação de espaço na tag. A iluminação também peca, pois não está fazendo seu papel: definir espaço. Ela é constante em toda a tag, e não tem uma direção definida. Se o smudge fosse a única fonte de iluminação, os espaços vazios não seriam cinzas. É legal fazer um fade-out do smudge, usando o escurecimento conforme se afasta do focal ou usando o desfoque da profundidade de campo (o que eu acho mais difícil de fazer e não gosto muito). A saia dela está com uma iluminação muito forte e isso desbalanceia muito os valores da tag, além de não fazer sentido. Sei que faz bastante tempo q vc não faz smudge tag (ví seu tópico na gfxr), mas leve esse cnc em consideração nos seus próximos trabalhos, caso for continuar fazendo tags nesse estilo. Critiquei exclusivamente esse estilo, apenas uma aura de smudge, pois já fiz bastante e errei na mesma proporção. Eu não entendo muito essas tags collages. É coisa estranha pra mim, mas se fica atraente, então tudo bem. Meu campo são as tags mais diretas, sem muitas estranhezas, algo linear. Uma dica interessante é você decidir um nome legal pra tag quando ainda estiver no comecinho. O nome pode mudar, mas tente seguir uma ideia principal por trás do smudge até o fim. No que você pensa, você faz o programa fazer, e não o contrário. e isso ai, experimenta bastante. nao seja um bobobobohb ou awsan da vida que faz o mesmo estilo desde sempre. p.s.: desculpa ter ficcado tão grande esse cnc
×
×
  • Create New...