Jump to content
Notícia
  • Adquira já o seu VIP!

Search the Community

Showing results for tags 'noticia'.



More search options

  • Search By Tags

    Type tags separated by commas.
  • Search By Author

Content Type


Forums

  • Anunciantes
    • Advertise here
    • silvaBR Cheats
    • Velozhost
  • ################## WEB CHEATS ##################
  • Anúncios/Eventos
    • Regras
    • Anúncios
    • Eventos do fórum
  • Feedback & Suporte
    • Tutoriais WC
    • Suporte
    • Sugestões
    • Denúncias e Reclamações
    • Depósito
  • Shooter Zone
    • Counter Strike
    • Valorant
    • Rainbow Six Siege
    • Outros Shooters em Geral
    • Shooter Zone - Lixão
  • Battle Royale
    • COD Warzone
    • Free Fire
    • PUBG - Playerunknown's Battlegrounds
    • Fortnite
    • Outros Jogos Battle Royale
  • MMO Zone
  • Outros Games Zone
  • Design Zone
  • Info Zone
  • ################## WEB CHEATS ##################
  • Entretenimento & Diversão
  • MarketPlace
  • Old WC's Bate Papo
  • 【FREE FIRE】▄︻┻┳═一's Fórum do Clube
  • Anticomunismo's Tópicos
  • Tópicos Importantes !'s Tópicos

Find results in...

Find results that contain...


Date Created

  • Start

    End


Last Updated

  • Start

    End


Filter by number of...

Joined

  • Start

    End


Group


Discord


Idade

 
or  

Found 468 results

  1. FREE PAID SURVEYS & CASH OFFERS - FAÇA DINHEIRO ONLINE HOJE Maneira rápida e fácil de ganhar dinheiro no tempo livre! Superpay.me está online desde 15 de maio de 2012. Não é SCAM, honesto e confiável. Saques instantâneos; Sem limites de indicados; Cashout ($1,00); Payment proof: Registre-se agora!
  2. Ao ver a notícia de que o STF rejeitou o recurso de Bolsonaro e mantém ele réu, eu fui ver a fundo o que aconteceu e me indignou. Para entendermos... Bolsonaro está réu por dois motivos: Apologia ao estupro Crime de injúria Porém, eu ratifico dizendo, como um deputado que promove leis de castração química à estupradores e leis que punam severamente tais criminosos fará apologia ao estupro? Sobre o crime de injúria, ele está sendo julgado só porque disse que a Maria do Rosário é "feia". Hoje em dia não pode chamar ninguém de bonito que é assédio (lembra do Vin Diesel), não pode chamar ninguém de feio que é injúria? Como já dizia Renato Russo: Que pais é esse?! Bolsonaro falou besteira sim na discussão com a Maria do Rosário (enquanto ela defendia estuprador menor de 18). Ele disse: "Ela não merece [ser estuprada] porque ela é muito ruim, porque ela é muito feia, não faz meu gênero, jamais a estupraria. Eu não sou estuprador, mas, se fosse, não iria estuprar, porque não merece". Existe também a imunidade parlamentar que, para quem não sabe, a imunidade parlamentar material está prevista no art. 53, da Constituição Federal de 1988, que assim dispõe: “os Deputados e Senadores são invioláveis, civil e penalmente, por quaisquer de suas opiniões, palavras e votos”. Vale lembrar que ela acusou ele de estuprador e por isso ela não é julgada. O que acham desses atos do Supremo Tribunal Federal? O que acham do Jair Bolsonaro? Por que a mídia detesta tanto Bolsonaro? Se o STF também é corrupto o que faremos? Gostaria de respostas baseadas primeiro no respeito à opiniões, diferente da política aqui não tem imunidade parlamentar kk. Agradeço desde já.
  3. BELO HORIZONTE – Ao saber da notícia de que o ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), mandou soltá-lo nesta sexta-feira, o goleiro Bruno, condenado pelo assassinato de Eliza Samudio, com quem teve um filho, ficou “chocado”. O advogado de defesa Lúcio Adolfo, que solicitou o recurso ao STF, disse que, no breve encontro que teve com o goleiro pra lhe dar a informação, Bruno revelou que não esperava ser solto. O advogado esteve com o goleiro por “alguns minutos” na Associação de Proteção e Assistência ao Condenado (APAC), em Santa Luzia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. - Ele ficou chocado quando soube que iria ser solto, tremeu, se emocionou, ficou com os olhos cheios de água. Não esperava que seria hoje, agora - disse. Apesar da decisão do ministro Marco Aurélio Mello, o alvará de soltura ainda não chegou à unidade prisional. Diante do imbróglio, o advogado de defesa informou que irá ao Fórum de Santa Luzia tentar acelerar o trâmite do processo de soltura. - A questão da tramitação costuma ser muito lenta, muito demorada. Então, vou ao Fórum tentar acelerar a tramitação administrativa que se resume no fato de a juíza receber a ordem e encaminhar à unidade prisional. Só que a juíza titular da vara não está presente, somente a substituta. Então, vou tentar compreender o que está acontecendo - afirmou. No seu julgamento, concluído na madrugada do dia 8 de março de 2013, no Fórum de Contagem, o goleiro Bruno recebeu as penas de 17 anos e seis meses, em regime fechado, por homicídio triplamente qualificado; três anos e três meses, em regime aberto, pelo sequestro de Bruninho, seu filho com Eliza; e um ano e seis meses, em regime aberto, por ocultação de cadáver. Macarrão foi condenado a 15 anos de prisão pelo crime de homicício qualificado, e atualmente cumpre pena em regime semiaberto. Leia mais: [Hidden Content]
  4. POR PAINEL [Hidden Content] Tudo ou nada Após o depoimento de Marcelo Odebrecht à Justiça Eleitoral, o Planalto passou a ver a separação da chapa Dilma-Temer — ou, ao menos, da responsabilidade sobre as contas — como única maneira para que o presidente se salve. A avaliação é a de que a fala, respaldada pela homologação da delação no Supremo, é suficiente para a cassação do mandato caso a corte decida pela unidade da chapa presidencial. Em caso de separação, a aposta é a de que o presidente ainda pode sobreviver. Falou e disse O depoimento também deu peso maior à fala de Alexandrino Alencar, na próxima semana. Odebrecht confirmou que as negociações de doações à chapa para cooptar apoio à aliança foram encabeçadas pelo ex-subordinado no grupo. Tal qual Ao negar o habeas corpus de José Dirceu na semana passada, o Supremo emitiu maus sinais a Eduardo Cunha. Edson Fachin não deu seguimento ao pedido do petista porque, depois dele, Dirceu acabou sendo condenado pela Justiça Federal. Tempo ao tempo Se o pedido de Cunha só chegar ao STF após uma provável condenação no primeiro grau, a corte pode tomar decisão semelhante — caindo por terra a possibilidade de que o ex-deputado ganhe a liberdade. O ano começou A PGR trabalha para apresentar a segunda lista de Janot já na semana que vem. Avalia que o caminho mais simples para a abertura de inquéritos é o STF autorizar o procurador-geral a redistribui-los às instâncias judiciais competentes. Segunda via Caso Fachin decida ele próprio quais casos vão para tribunais superiores ou para a primeira instância, além de alargar prazos, pode haver vazamentos e questionamentos, aposta um juiz envolvido na Lava Jato. Inovação Aliados de Fernando Pimentel torceram o nariz para a decisão do STF de adiar o julgamento sobre a exigência de licença prévia para que governadores sejam processados no STJ, abrindo brecha para a formação de maioria na próxima sessão. Mágica Para o líder de Pimentel, deputado Durval Ângelo (PT), a presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, fez uma “alquimia regimental” ao adiar a sessão. O rival Gustavo Corrêa (DEM) aposta que o governador “estará afastado até o meio do ano”. Dois em um A possibilidade de Romero Jucá assumir a liderança do governo no Senado fragiliza outro front do Planalto: as tão frequentes medidas provisórias de Temer. O governo precisa instalar todas as comissões pendentes já na próxima semana. Camisa 10 A saída de Aloysio Nunes do posto desagradou parte da equipe do Planalto. Auxiliares de Temer lembram que o tucano não perdeu uma como líder no Senado. Em time que está ganhando não se mexe, desabafa um palaciano. Herança Airton Sandoval deve a Orestes Quércia, morto em 2010, a vaga de suplente de Aloysio Nunes com a ida do tucano para o Itamaraty, o peemedebista assumirá sua cadeira no Senado. Troca com troco Quando Quércia decidiu abrir mão da campanha para se tratar e declarou apoio a Aloysio, fechou acordo para que Sandoval, seu segundo suplente, fosse o vice do tucano. Oferta alta À medida que avança a negociação do governo com os deputados para a reforma da Previdência, cresce o discurso na oposição de que a proposta veio com gordura para agradar o mercado e ser queimada depois. Para investidor ver “Aí vão dizer que fizeram o possível”, cutuca Paulo Teixeira. Meu chefe é demais João Doria se cercou de auxiliares-admiradores. Fábio Lepique diz que, se o prefeito fosse o organizador do Oscar, o anúncio equivocado do melhor filme não teria ocorrido.
  5. Estou com problemas para trazer a noticia,se alguém puder copiar. [Hidden Content]
  6. Dois morrem no AM após alegoria do Carnailha bater em fio de alta tensão Fato ocorreu na noite desta terça-feira (28), por volta das 19h. Vítimas conduziam alegoria para área de concentração do Bumbódromo. Do G1 AM O Carnailha 2017 terminou em tragédia nesta terça-feira (28). Duas pessoas morreram eletrocutadas enquanto conduziam um carro alegórico durante o desfile do bloco Cruz de Malta. O fato ocorreu por volta das 19h, de acordo com a prefeitura de Parintins, município a 369 km de Manaus. Mais de 30 mil pessoas participaram dos três dias de evento. Um jovem de 18 anos e um homem de 56 morreram quando levavam a alegoria para a área de concentração do Bumbódromo. Eles foram eletrocutados após o carro entrar em contato com um fio de alta tensão. Em nota, a prefeitura lamentou o ocorrido e disse que vai dar assistência às famílias. O Carnailha é a principal festa carnavalesca de Parintins e ocorre no mesmo lugar que o Festival Folclórico do município, com a tradicional disputa dos bois Caprichoso e Garantido. [Hidden Content]
  7. Preso que extorquiu mulheres com nudes bancou campanhas de políticos Homem preso em Macapá criou perfis falsos para conseguir fazer contatos. Vítimas ainda praticaram crimes a mando do preso para não ter nude vazado. Preso ameaçou vítimas pelas redes sociais (Foto: Reprodução/Rede Amazônica no Amapá) O preso José Augusto Miranda dos Santos, investigado por extorquir 400 mulheres utilizando fotos íntimas delas a partir de contatos feitos com perfis falsos nas redes sociais, também teria financiado campanhas de políticos com uso do dinheiro das extorsões das vítimas e até ser aprovado em um curso de mestrado. A informação foi relevada pelo delegado Leandro Brito, da 6ª Delegacia de Polícia Civil, responsável pelo inquérito em Macapá. De acordo com a investigação, José dos Santos, condenado a 76 anos de prisão por diversos crimes no Instituto de Administração Penitenciária (Iapen) do Amapá, criou perfis no Facebook e WhatsApp fingindo ser médico e empresário de Brasília. A partir das redes sociais, o preso fazia contatos com mulheres de diversos lugares do país, que acabavam sendo seduzidas e mandavam fotos íntimas, os chamados 'nudes'. Preso está desde 1997 cumprindo pena no Iapen (Foto: Reprodução/Rede Amazônica no Amapá) A apuração, que resultou na operação 'Servus', deflagrada na sexta-feira (24), durou cerca de um ano e meio, e ainda descobriu que além do dinheiro cobrado para não divulgar as imagens enviadas pelas vítimas, o preso extorquia a partir de favores relacionados a profissão das mulheres. Somente no Amapá, o delegado Leandro Brito diz que 60% dos órgãos públicos de interesse do preso têm mulheres vítimas que praticaram atos dentro das instituições onde trabalham a mando dele, como acesso a informações privilegiadas, investigações e processos judiciais. "Ele tinha acesso a inquérito e a processos judiciais para conseguir informações privilegiadas. Ele também tinha acesso a órgãos públicos e conseguia carros para outras pessoas mediante a pagamentos e ainda apoiou candidaturas de deputados e outros políticos. (...) Em uma das conversas, ele conseguiu mestrado em uma universidade em Macapá ", disse Brito, acrescentando que nenhum dos concorrentes financiados pelo preso se elegeu. Além de favores, o preso também mandava as mulheres praticar crimes, segundo o delegado, como "tráfico de drogas e armazenamento de armas e drogas". Delegado Leandro Brito apura o caso (Foto: Jorge Abreu/G1) O poder do preso sobre as mulheres que enviavam nudes era reforçado por ameaças de mortes. Duas pessoas de fora do presídio tinham o papel de seguir os passos de algumas vítimas pretensas a denunciar o caso. A dupla foi presa na Zona Norte de Macapá. O preso conseguia informações das mulheres a partir do relacionamento nas redes sociais. O primeiro contato era pelas redes sociais. Em seguida, o detento ligava de dentro do presídio com um chip de DDD do Distrito Federal. O crime teria começado há pelo menos seis anos. "Ele angariava algumas vítimas desde 2009, mas a grande dificuldade é que a polícia não tinha ciência porque elas não procuravam a delegacia. Inúmeras vítimas ainda eram de outros estados e não tínhamos contato com essas pessoas. Mas uma vítima base informou e a partir daí descobrir cada uma", explicou o delegado. Comparsas do preso foram detidos pela Polícia Civil (Foto: Reprodução/Rede Amazônica no Amapá) José dos Santos foi levado para 6ª DP a fim de prestar depoimento, mas preferiu ficar em silêncio. A audácia do preso, no entanto, fez ele dizer ao delegado apenas que já sabia da operação, deflagrada pela manhã, em Macapá, a partir do acesso à internet pelo celular a portais de notícias. "Ele me falou que soube da notícia logo pela manhã. Ele falou: 'olha delegado, eu já sabia da notícia porque tinha acessado a internet e li toda a notícia. Parabéns pelo trabalho'. Ele disse que não queria falar, ficou em silêncio, mas que no dia seguinte estaria com outro celular", relatou o delegado. Em razão da complexidade do inquérito, a proposta é desmembrá-lo. Além de Macapá, também existiam vítimas a mando do preso em Ceilândia e Brasília, no Distrito Federal; e em São Paulo. Noticia: GLOBO G1
  8. Por Fernando Martines Não há como consentir que um órgão estatal defina o que a imprensa irá publicar. Além disso, as relações de imprensa prevalecem sobre as relações de vida privada. Com esses entendimentos, o desembargador Arnoldo Camanho de Assis, do Tribunal de Justiça do Distrito Federal, derrubou a censura imposta aos jornais Folha de S.Paulo e O Globo pelo Planalto para impedir a publicação de uma reportagem sobre extorsão que a primeira-dama Marcela Temer sofreu no ano passado. O desembargador ressaltou na decisão que o Supremo Tribunal Federal já estabeleceu jurisprudência em casos de conflito entre liberdade de imprensa e invasão de privacidade, considerando o primeiro conceito como bem jurídico a ser preservado. “Não há, pois, como consentir com a possibilidade de algum órgão estatal — o Poder Judiciário, por exemplo — estabelecer, aprioristicamente, o que deva e o que não deva ser publicado na imprensa”, disse Camanho de Assis. O julgador ainda afirma que não há nada que faça pensar que a atividade jornalística dos jornais seja pautada por uma linha editorial irresponsável ou abusiva, potencialmente violadora da intimidade de alguém. Porém, caso alguma difamação ocorra, “sobrará lugar para eventual responsabilização civil e até mesmo criminal, se o caso, e indenização, nos exatos moldes do que dispõe a Constituição, a ser fixada, sobretudo e especialmente, em atenção às peculiaridades do caso concreto”. Na lama As informações estão em um processo que resultou na condenação, em primeira instância, a cinco anos de prisão de um hacker que clonou o celular de Marcela Temer em abril de 2016. Na conversa, o hacker afirma que o conteúdo de um áudio seria capaz de jogar o nome de Michel Temer "na lama". Divulgação Na ocasião após aplicar um golpe de R$ 15 mil no irmão da primeira-dama, o hacker cobrou R$ 300 mil para não relevar uma conversa dela com o irmão sobre um marqueteiro do então vice-presidente Michel Temer (PMDB). Na conversa, o hacker afirma que o conteúdo do áudio seria capaz de jogar o nome de Temer na lama. De acordo com o andamento processual, o processo foi distribuído ao juiz Raposo Filho às 17h47 de sexta-feira (10/2), e a decisão foi proferida às 18h56. Nela o juiz sustenta que "a inviolabilidade da intimidade tem resguardo legal claro". Segundo o jornal O Globo, a ação foi movida na sexta-feira pelo subsecretário de assuntos jurídicos da Presidência da República, Gustavo do Vale Rocha, logo após o Planalto ter sido procurado pelos jornais que solicitavam um resposta da presidência sobre a reportagem que estava em apuração. Ao pedir a proibição da divulgação, o advogado da Casa Civil diz que a ação "serve a evitar prejuízo irreparável à autora, que, caso tenha sua intimidade exposta indevidamente pelos veículos de comunicação, que mais uma vez estão a confundir informação com violação da privacidade de uma pessoa pública". Ele pede que, no caso de os dados terem sido publicados, que sejam "imediatamente retirados do site e recolhidas eventuais edições impressas". “Baixo nível” Segundo reportagens publicadas pelos jornais O Globo e Folha de S.Paulo, o hacker escreveu a Marcela: “Pois bem como achei que esse vídeo joga o nome de vosso marido na lama. Quando você disse q ele tem um marqueteiro q faz a parte baixo nível... pensei em ganhar algum com isso.” As informações constam em relatório da Polícia Civil de São Paulo, que investigou o caso, na época liderada por Alexandre de Moraes, indicado por Temer para ser ministro do STF. O Jornal Hoje, da TV Globo, também publicou reportagem a respeito. Como não está entre as partes do processo, a reportagem continua disponível. Os jornais tiveram acesso às informações após o Tribunal de Justiça de São Paulo tornar públicas as informações dos processos 0000057-20.2017.8.26.0520, 0036961-28.2016.8.26.0050, 0036960-43.2016.8.26.0050 e 0032415-27.2016.8.26.0050. Qualquer advogado ou pessoa cadastrada no site do tribunal pode acessar os autos. A Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert), a Associação Nacional de Editores de Revistas (Aner) e a Associação Nacional de Jornais (ANJ) divulgaram nota nesta segunda-feira, 13, criticando o "cerceamento à liberdade de imprensa" na decisão. Hacker condenado Assim como na liminar proferida sexta-feira (10/2), a decisão que condenou o hacker Silvonei José de Jesus Souza a cinco anos de prisão em regime fechado também foi rápida. Classificado como prioritário, o processo foi concluído seis meses depois. A defesa do hacker apelou, mas o recurso ainda não foi analisado pelo 7ª Câmara de Direito Criminal. Ao Jornal Hoje, o advogado de Souza, Valter Bettencort Albuquerque, se disse "chocado" com a decisão de colocar um réu primário em regime fechado por cinco anos. "Por ele ser de baixa periculosidade, deveria ser regime aberto ou semiaberto", disse Albuquerque. O hacker está preso preventivamente desde maio de 2016, "para garantia da ordem pública", como registrou a juíza Eliana Cassales Tosi de Mello, da 30ª Vara Criminal de São Paulo, ao manter a prisão preventiva. "Não se olvida que esta infração penal intranquiliza a população ordeira, de modo que a custódia provisória se mostra necessária para garantia da ordem pública", afirmou a juíza. Golpe do WhatsApp Antes de ser vítima de extorsão, Marcela Temer e seu irmão caíram num golpe aplicado que resultou num prejuízo de R$ 15 mil. Após clonar o celular da primeira-dama, Silvonei se passou por Marcela e enviou uma mensagem ao irmão dela pedindo que ele depositasse R$ 15 mil na conta de uma loja para pagar a mão de obra de uma pintura. Apesar de ter estranhado o fato, o irmão de Marcela depositou o dinheiro. Dois dias depois, como não houve nenhum retorno de sua irmã, ele entrou em contato com ela e descobriu o golpe e que o telefone da primeira-dama havia sido clonado. Depois de aplicar o golpe, Silvonei passou a tentar extorquir Marcela Temer, cobrando para não divulgar os dados encontrados. Entre as ameaças feitas está a conversa sobre o áudio que poderia jogar o nome de Temer "na lama". Em depoimento, ele disse que conseguiu pegar os dados de Marcela após comprar um arquivo de computador no bairro de Santa Ifigênia, no centro de São Paulo. Na decisão que determinou a prisão temporária de Silvonei e outras quatro pessoas, o juiz Antonio Maria Patiño Zorz, do Departamento de Inquéritos Policiais e Polícia Judiciária (Dipo) de São Paulo, explicou como o golpe foi aplicado. Segundo o juiz, com os dados parciais da vítima o acusado entrou em contato com um provedor de internet e convenceu o atendente de que era o titular. Assim, conseguiu trocar a senha de acesso ao portal, obtendo acesso aos dados completos do verdadeiro titular. Na sequência, o acusado entrou nos arquivos remotos, copiou todas as senhas, fotos e áudios do celular de Marcela.
  9. Lajes estariam sendo usadas como pontos de observação. Comando da UPP local nega e alega que casas ocupadas estão 'abandonadas'. Defensores visitaram local e afirmam que constataram invasão. Há duas semanas, moradores do Conjunto de Favelas do Alemão, na Zona Norte do Rio, dizem que PMs da UPP Nova Brasília invadiram suas casas e os acusam de usar as lajes e residências e lajes como pontos de observação de criminosos. Nesta quarta-feira (15), representantes de órgãos de defesa dos Direitos Humanos foram ao Alemão e afirmam que constataram as invasões de cinco domicílios. Eles registraram as denúncias e contam que estudam medidas para garantir que os militares saiam das casas das pessoas. O G1 conversou com um dos moradores que acusam os policiais militares de invasão. Ele pediu para não ser identificado, mas deu detalhes sobre a suposta ocupação dos domicílios. "Eles ficam na minha laje durante a noite. Com esses tiros e bombas que eles jogam, a minha neta estava desmaiando. Então, eu resolvi que ia sair e só voltaria para cuidar do meu cachorro. Um dia, alguém estava segurando o portão para eu não entrar. Há duas semanas eu não durmo mais aqui, não tenho coragem. Dizem que eles têm uma chave que abre tudo", contou o morador, que pediu para não ser identificado. Ao questionar o agente, o morador conta que ouviu ainda uma frase ameaçadora: "Morador do Complexo tem que morrer." Questionado, o comando da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Nova Brasília garantiu que a "informação não procede". Em nota, a Coordenadoria de Polícia Pacificadora informou que policiais da unidade "estão ocupando algumas casas abandonadas próximas ao local onde está sendo finalizada a construção de uma base". Não é o que afirmam que viram no local, porém, representantes da Defensoria Pública estadual, da Comissão de Direitos Humanos e Assistência Judiciária (CDHAJ) da Ordem de Advogados do Brasil no Rio (OAB-RJ) e da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Rio. Para as equipes dos órgãos que participaram de inspeção na manhã desta quarta, o caso já está à frente da invasão, algo que para eles já está amplamente provado. "A PM de forma ilegal e indevida está ocupando as casas sem qualquer autorização ou permissão. Estão fazendo desses locais "bunkers" ou "trincheiras". E não estão autorizados a fazer isso. [Essas pessoas] foram expulsas e noticiam a falta de pertences dentro dessas casas. Elas denunciaram aos advogados que PMs colocaram fogo em uma moto", criticou o presidente da Comissão de Direitos Humanos e Assistência Judiciária da OAB, o advogado Marcelo Chalreo. O advogado também disse que estão sendo estudadas formas de cobrar judicialmente a saída dos policiais das casas dos moradores e afirma que, ciente dos problemas, o comandante da unidade Nova Brasília "não tomou nenhuma providência". [Hidden Content]
  10. Segundo relatou a Semiconductor Industry Association (SIA, ou em português: Associação da Indústria de Semicondutores), o planeta Terra pode não conseguir produzir Energia elétrica suficiente para alimentar todos os dispositivos computacionais existentes a partir de 2040. A notícia soa como algo apocalíptico demais, mas o estudo realizado pela organização mostrou que não haverá eletricidade para suprir tantos computadores, caso a tendência de aumento no número dos aparelhos e de geração de energia continuem como estão hoje. Solução: E qual é a solução da SIA para esse problema? A adoção de novas formas de produção de eletricidade, entre elas as usinas nucleares, especialmente utilizando a tecnologia de fusão nuclear, ainda não dominada de maneira segura e limpa pela Ciência. Geralmente, utiliza-se a fissão nuclear nesse tipo de usina, da mesma forma que em bombas atômicas. O processo de fusão, no entanto, assemelha-se ao das bombas de hidrogênio e é muito mais poderoso. Tentativa de montagem de um reator de fusão nuclear TecMundo
  11. Este tópico é destinado as notícias mais badalas na semana (inclusive as bizarras), no Brasil e no mundo! Algumas matérias estão em inglês, nas suas fontes, então, a manchete só resume. O tópico será atualizado/reciclado de 3 em 3 dias. Ps: Você é livre para comentar, debater sobre ele no tópico! Em primeiro lugar, se você deseja saber o mínimo acerca do tempo em que a WC ficou inativa, veja este tópico. Esportes 1 - Roger Federer conquista o Aberto de Austrália após partida épica. 2 - Menino Gabriel Jesus tem começo brilhante na Premier League (e consequentemente no Machester City) quebrando recordes e colocando Sergio "Kun" Aguero em estado de alerta. Com isso, o Real Madrid já está de olho no ponta-de-lança, já que Benzema tá em baixa. Pra ser bem honesto, não sou muito fã desse guri, mas boa sorte à ele. 3 - Goleiro veterano salva o Egito, nas seminais da Copa Africana, nos pênaltis. Além dele, Francesco Totti, o mito italiano, também salva seu time nas prorrogações, marcando um golaço. Fico feliz por ambos. Isso mostra que nem mesmo a idade avançada vai impor limites, e tirar o crédito, à quem tem paixão por aquilo que faz. #PapaiCrisatéos41. 4 - Domingo vamos ter a final da Copa Africana (Camarões x Egito). O evento espanhol, denomiado "Copa Del Rey", também está chegando ao seu final. Barcelona possui uma vantagem de 1 ponto sobre o Atleti, enquanto o Celta de Vigo empatou com o Alavés. Saúde/Ciência 1 - Cientistas podem ter encontrado um novo continente! Aparentemente afundado, no entanto. E não, não se trata de Atlantis mas de Mauritia. 2 - Para aqueles que estavam interessados em colonizar - ou se aventurar - pelo espaço, saiba que você terá que guardar seus ingressos para depois, já que a SpaceX pode ter seu projeto atrasado por problemas nos propulsores. 3 - Já, para os hipocondríacos de plantão, temos um artigo sobre o quão péssimo pode ser toda essa questão sobre resistência bacteriana à antibióticos. Entretanto, o artigo está em inglês. E não, eu não vou traduzir, sorry. 4 - Gostaria de apresentar a vocês o novo canal sobre ciência pertencente ao nosso ex-admin, Bart, e seus colegas: Dispersciência. Depois procurem pela Glen no Facebook. Ela até que é gatinha :v Economia/Política 1 - Rodrigo Maia e Fábio Ramalho são eleitos Presidente e Vice, respectivamente, da Câmara dos Deputados. 2 - Como (quase?) todo mundo sabe, o ministro do STF que estava à frente da investigação do esquema de Lava Jato, foi morto - ou assassinado, quem sabe - e ele já foi anunciado um substituto. Espero que as investigações continue e, no final, a justiça seja feita. Embora que estamos no mundo real, certo? 3 - A Coreia do Norte pode testar um míssel intercontinental ainda este ano. Hoho, #tr3t4 4 - Eu fiz um pequeno tópico para refletirmos - e debatermos - sobre o recém-iniciado Governo Trump. Nem tudo é o que a mídia quer que pensemos. Trump is my prez :v. Religião/Cultura N/D (por enquanto). Entretenimento 1 - Ainda está disponível a Beta Fechada para o jogo For Honor; além disso, acabou de ser iniciada a do Ghost Recon Wildlands. Ambos são jogos da Ubisoft. 2 - Andam saindo na net alguns trailers novos de filmes como Logan, Ghost in The Shell e John Wick. São os mais esperados (dos que estão mais próximos). Eu mesmo estou no puro hype e ansioso demais para assistir. Embora essa notícia não seja novidade. No geral, não temos nada de novo no mundo do entretenimento o qual ninguém tenha comentado ou perdido. Assim que tiver, atualizarei o tópico. O mesmo vale para a seção de religião e cultura. É isso pessoal. Qualquer sugestão, estamos te ouvindo (ou melhor, lendo).
  12. [Hidden Content] Nem sólido, nem líquido, nem gasoso: neste estado, a água é capaz de estar em dois lugares ao mesmo tempo, sem respeitar as leis da física Água: o efeito túnel só se apresenta em situações específicas, em que os elétrons encontram uma barreira tão fina que há probabilidade de que eles simplesmente a ignorem (Getty Images) A água não precisa estar em estado sólido, líquido ou gasoso, como aprendemos na escola. Basta ela se sentir pressionada o suficiente que surge uma quarta fase, que a física clássica não é capaz de explicar. A descoberta bizarra foi feita por pesquisadores do Laboratório Nacional de Oak Ridge, nos Estados Unidos, quando observaram moléculas de água aprisionadas em um mineral chamado berilo, que compõe as esmeraldas. Dentro do berilo, se espalham canais minúsculos que formam pequenas “jaulas” – as dimensões delas são tão diminutas que são medidas em átomos. Cada jaula tem 5 átomos de tamanho e só é capaz de armazenar uma única molécula de água. Essa H2O é mantida em condições de extrema pressão, um baita aperto. É nessas condições que os pesquisadores descobriram um fenômeno que não sabem explicar. A molécula de água não tinha propriedades de sólido, nem de gás, nem de líquido. Na verdade, seu comportamento não faz sentido de acordo com a física clássica. O que os cientistas encontraram foi o efeito túnel – um fenômeno que só é observado em nível quântico, com partículas muito menores que uma molécula de água. Normalmente, os elétrons param de se mover quando não têm energia para transpor uma barreira à sua frente. É como pensar em uma bola que precisa de um chute forte o suficiente para subir uma montanha. Mas, no reino da física quântica, há situações em que vemos que essa bola, sem tomar uma bica, atravessa a montanha sem ganho de energia. Na verdade, no mundo quântico, essa bola chega a estar dos dois lados da montanha ao mesmo tempo. Ou dentro da montanha. O efeito túnel só se apresenta em situações específicas, em que os elétrons encontram uma barreira tão fina que há probabilidade de que eles simplesmente a ignorem e sigam em frente. Mas essas leis da mecânica nunca antes foram aplicadas a moléculas de água. O que os pesquisadores do laboratório observaram é que, dentro das suas jaulas, as moléculas formavam anéis estranhos, e o hidrogênio dentro de cada uma assumia seis posições diferentes dentro da jaula – ao mesmo tempo. Este quarto estado físico da água pode mudar a forma como pensamos no transporte desta substância dentro de ambientes pequenos e apertados, como nanotubos de carbono e até as membranas das nossas próprias células. Não existe nenhum paralelo no dia a dia a que se possa comparar o fenômeno – e, para falar a verdade, nem os cientistas que participaram do estudo têm certeza de porque a água assume esse estranho comportamento quântico. Mas de uma coisa eles têm certeza: cada anel de esmeralda de alguém é testemunha deste quarto estado da água, com suas moléculas de H2O claustrofóbicas tamborilando em efeito túnel junto aos dedos de alguém.
  13. O fórum ficou um tempão fora do ar, eu não consegui saber o que tinha acontecido, e agora voltou, alguem sabe o que tinha dado ? e a Webfx vai voltar ou agora vai ser tudo junto aqui na Webcheats como era antes ? abração pra todos ai.
  14. Uma das principais equipes brasileiras de Counter-Strike: Global Offensive, a escalação comandada por Caio "zqk" Fonseca se desligou da paiN Gaming. Os jogadores defendiam a organização desde agosto do ano passado e seguirão nos Estados Unidos com recursos próprios. A notícia foi revelada pelo próprio zqk, em nota. O sniper afirmou que ele e seus companheiros "não chegaram um acordo para dar continuidade ao projeto" com a paiN. A organização também comentou a saída e afirmou que pretende seguir investindo no cenário. Apesar do fim da relação profissional, os jogadores ainda seguiram treinando e morando na gaming house da paiN, em Nevada, nos Estados Unidos, até que encontre uma nova organização. Além da saída da paiN, a equipe sofreu outra baixa: Guilherme "duken" Góes, um dos destaques do time, se desligou por problemas de saúde e ficará afastado do cenário competitivo. O substituto do jogador ainda não foi definido. Em busca de uma organização, a escalação ex-paiN está assim: Caio "zqk" Fonseca Willian "Lul4" Elias Ricardo "s1" Shinji João "KILLDREAMST" Ferreira Rui "GMS" Gomes (gerente) [spoiler= Equipe brasileira está a procura de nova organização [Clique Aqui pra ver a Foto da Equipe]] ] Créditos ESPN
  15. Boas novas, clã! Atendendo a pedidos dos jogadores, a lista de premiações referentes ao Ranking de Clãs foi ampliada. Como a maioria de vocês já sabe, o Ranking de Clãs nada mais é do que uma classificação de clãs ativos no Warface baseada no desempenho em Partidas PVP, Coop e em Batalhas entre Clãs. À medida em que soldados de um mesmo clã jogam juntos em uma destas modalidades, a pontuação de clã conquistada é maior. Essa pontuação, por sua vez, é contabilizada e agregada à pontuação geral da respectiva equipe no Ranking, isso para que, ao final do mês, tenhamos a somatória dos pontos obtidos por cada clã. Assim, jogadores de clãs que conquistarem posições entre o 1° e 500° lugar serão premiados. Até agora, as premiações em vigor para o Ranking de Clãs correspondiam apenas a recompensas em Moeda Crown, cujas quantidades variavam dependendo da posição alcançada por cada clã. Mas, a partir deste mês de janeiro, novos prêmios estarão em jogo - além das Moedas Crown, que serão mantidas como premiação. Estamos falando das Armas Black Dragon, modelos que já eram requisitados pelos jogadores há algum tempo e que finalmente poderão entrar em ação em solo brasileiro. São 5 armas exclusivas, em versões temporárias de 30, 20, 15, 10 ou 5 dias, incluindo um modelo para cada classe e uma arma secundária. Abaixo, listamos os nomes de cada uma delas: Fuzileiro FN F2000 Black Dragon Médico Jackhammer Black Dragon Engenheiro M4 CQB Black Dragon Sniper CheyTac M200 Black Dragon Arma Secundária Mateba Autorevolver Black Dragon Atenção: A premiação referente ao mês de janeiro incluirá as novas armas Black Dragon Já a seguir, podemos ver um comparativo entre o quadro de premiações antigo, e o modelo atual, válido a partir de 27/01/2017: Tabela de Premiações do Ranking de Clãs (Antiga) Tabela de Premiações do Ranking de Clãs (Atual) *Combo com as cinco Armas Black Dragon mencionadas. Lembramos que a adição das Armas Black Dragon (disponíveis apenas em versões temporárias) às premiações do Ranking de Clãs representa um grande benefício, já que agora será possível conquistar uma gama ainda maior de recompensas. E se você não vê a hora de garantir todos esses prêmios, saiba que tanto as Moedas Crown quanto as Armas Black Dragon serão entregues aos jogadores em até 10 dias úteis a partir do dia 1° de cada mês. Créditos Level Up !
  16. A agência de inteligência CIA, dos EUA, concluiu nesta sexta-feira (9) que a Rússia interveio na eleição presidencial norte-americana de 2016 para ajudar o candidato republicano, Donald Trump, a alcançar a Casa Branca. De acordo com a agência, foi avaliado que, à medida que a campanha presidencial de 2016 se concluía, o governo russo prestou auxílio ao magnata para vencer a candidata democrata e ex-secretária de Estado, Hillary Clinton. Segundo publicação do jornal The Washington Post, os agentes secretos dos Estados Unidos descobriram que os hackers russos vazaram os e-mails do Partido Democrata para a organização Wikileaks. "A conclusão da Agência de Inteligência é que o objetivo da Rússia era ajudar Trump se eleger", disse uma autoridade da CIA ao jornal. O governo da Rússia negou todas as acusações de interferência na eleição presidencial dos Estados Unidos. No mês de outubro, Washington acusou formalmente a Rússia de uma campanha de ataques cibernéticos contra organizações do Partido Democrata antes de Trump ser eleito. Em outubro, o governo dos Estados Unidos acusou formalmente a Rússia de uma campanha de ataques cibernéticos contra organizações do Partido Democrata antes das eleições presidenciais de 8 de novembro. O presidente Barack Obama disse que alertou o presidente russo, Vladimir Putin, sobre as consequências dos ataques. Trump disse não estar convencido de que a Rússia estaria por trás dos ataques cibernéticos. FONTE: Tribuna Hoje ----- Mais treta envolvendo a Rússia. Pode sim ser verdade, já que os emails vazaram dias antes das eleições, seria muita coincidência... Digam o que acham sobre isso.
  17. Oque é Spoiler ? R: É quando alguma fonte de informação, como um site, ou um amigo, revela informações sobre o conteúdo sem que a pessoa tenha visto. Resumo do Vídeo Será feita um manutenção com diversas mudanças o Foram citadas algumas: Sistema de Correio Será alterado a tela de Resultado da Partida no mapa de calabouço (Será adicionado mais informações da partida) Será adicionada 3 habilidades do level 95, para que não sabe a transferência continua. Então será lançado as habilidade do 95 para todos os chars e para todas as classes Será criado um Evento: Ajude seu Amigo (Mais detalhes veja no vídeo ) Créditos Level Up !
  18. Tradução ? A cobra trocou de pele. Saiu Renan(PMDB) e entrou Jorge Viana(PT) . att: Senado recorre da decisão que afastou Renan da presidência da Casa
  19. Um homem de 49 anos foi preso por dirigir embriagado e sem carteira de habilitação na tarde desta quarta-feira (30) em Poços de Caldas (MG). De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, ele disse também ter uma deficiência visual, tendo apenas 8% da visão em um olho e 4% no outro. "O etilômetro constatou que ele estava com 0,90 miligramas de álcool", contou Breno Nazar Ferreira, policial rodoviário federal. Ainda conforme os policiais, o homem foi detido após entrar com uma moto em alta velocidade na área de segurança do posto da PRF, na BR-146. Ele teria dito que estava indo de Campinas (SP) para Alfenas (MG), mas decidiu parar para pedir informações. "O risco que ele trouxe tanto para ele como para outras pessoas, desde Campinas até aqui, foi altíssimo", completou Ferreira. O suspeito foi levado para a delegacia de Poços de Caldas. Ele foi autuado por dirigir embriagado e por direção perigosa, mas após pagar a fiança, foi liberado. A moto foi apreendida. Fonte:G1
  20. Corte decidirá se aceita a denúncia contra o peemedebista pelos crimes de peculato, falsidade ideológica e uso de documento falso. Em rota de colisão com o Poder Judiciário, o presidente do Senado Federal, Renan Calheiros (PMDB-AL), pode se tornar réu nesta quinta-feira, 1, perante o Supremo Tribunal Federal (STF). A Corte julgará se aceita a denúncia contra o peemedebista pelos crimes de peculato, falsidade ideológica e uso de documento falso. No caso, que tramita desde 2007, o peemedebista é acusado de receber propina da construtora Mendes Júnior para apresentar emendas que beneficiariam a empreiteira. Em troca, teve despesas pessoais da jornalista Monica Veloso, com quem mantinha relacionamento extraconjugal, pagas pela empresa. Renan apresentou ao Conselho de Ética do Senado recibos de venda de gados em Alagoas para comprovar um ganho de R$ 1,9 milhão, mas os documentos são considerados notas frias pelos investigadores e, por conta disso, Renan foi denunciado ao Supremo. Na época, o peemedebista renunciou à presidência do Senado em uma manobra para não perder o mandato. A investigação começou em 2007, mas a denúncia só foi oferecida pela Procuradoria-Geral da República (PGR) em 2013. O caso estava sob a relatoria do ministro Ricardo Lewandowski, mas passou para as mãos do ministro Luiz Edson Fachin em junho de 2015. No último ano, imbróglios envolvendo mudança de advogados de Renan e um aditamento feito pela PGR atrasaram ainda mais a liberação do caso para julgamento. Se o Supremo receber a denúncia hoje, Renan passa a responder a uma ação penal. Fonte : Estadão
  21. Pouca gente percebeu na época, mas 2002, já nos seus primeiros meses, já tinha se tornado um dos anos mais significativos da história dos videogames. Até aquele momento, limitações técnicas obrigavam os desenvolvedores a criar sims de guerra numa escala relativamente pequena — como o tamanho da memória do PlayStation dificultava renderizar a luz do dia, o Medal of Honor original de 1999 focava não em soldados nas linhas de frente, mas em espiões, agentes secretos e membros da Resistência, o tipo de pessoa que só trabalha à noite. Allied Assault de 2002 mudou tudo isso. Desenvolvido para o mais poderoso PC, o jogo começa com uma apropriação espetacular do Dia D de Steven Spielberg. Os críticos amaram. Os jogadores amaram. Como resultado, a Electronic Arts insistiu que o próximo Medal of Honor também começasse com uma batalha espetacular. E, no mesmo ano, quando Frontline se tornou o jogo mais vendido de toda a franquia MoH, uma transformação — monumental, vendo agora mas quase imperceptível na época — se completou: jogos de guerra tinham que ser grandes ou não seriam nada. E claro, vale dize que os principais designers de Allied Assalt, Vince Zampella e Jason West, seriam os futuros criadores de Call of Duty. Eu tinha 11 anos em 2002, e já jogava videogames há algum tempo. Mas, principalmente por causa da idade, eu ainda não tinha "entrado" na cultura gamer. Eu não comprava revistas, não acompanhava os novos lançamentos, nem sabia exatamente do que gostava. Grand Theft Auto III tinha mudado isso ligeiramente — pela primeira vez, para mim, um videogame parecia um evento cultural relevante — mas meu gosto pessoal ainda estava em gestação. Então, quando The Operative: No One Lives Forever foi lançado para PS2 em abril de 2002, não prestei muita atenção. O jogo era, e continua sendo, um dos poucos games que realmente respeitam suas personagens mulheres, e se eu soubesse que isso existia (eu ainda não conseguia nem soletrar "feminismo" direito), eu com certeza o teria comprado. Mas essa é a ingenuidade da juventude — eu estava muito ocupado jogando State of Emergency. Seria legal imaginar que fazer missões paralelas, quebrar cenários e matar inimigos — em massa — dentro de um shopping são o motivo para games como Saints Row e Dead Rising não me empolgarem mais hoje em dia. Graças a State of Emergency, acho que tive minha cota dessas coisas mais de uma década atrás. De modo similar, acho que a Capcom, em 2002, ficou de saco cheio. Seu amado Resident Evil: Remake, também sido lançado em abril, e Resident Evil Zero marcaram as duas últimas explosões da tradição do horror de sobrevivência. A série de zumbis, dali em diante, se enterraria em câmeras estáticas, saves limitados e na preferência por inimigos poderosos em vez de muitos inimigos — o "horror de ação', iniciado por Resident Evil 4, logo viraria moda e geraria vários games chatos e nem um pouco assustadores, até oficialmente perder a graça perante o público com as desanimadas sequências Resident Evil 6 e Dead Space 3. Aquele ano foi o do último suspiro de um certo tipo de videogame de terror, prematuramente abandonado — como jogos de tiro de guerra mais lentos e sutis — em favor de lançamentos maiores. Grandes gêneros começaram a surgir em direções novas e questionáveis. Esse tipo de divergência, de uma tendência para a seguinte — olhando de perto — acontece todo ano. Mas foi em 2002, apropriadamente o ano em que realmente comecei a me interessar por videogames, que as fundações foram erguidas para o que considero minhas grandes paixões. Hitman 2: Silent Assassin, da October, era inteligente de um jeito que poucos games foram antes. Graças ao trabalho de design visual, algumas cutscenes esparsas e o jeito como o jogo encorajava os jogadores a passarem de fase de forma fria e calculista, o título reivindicou algo especial: um personagem principal moralmente questionável e consistentemente definido. Adoro jogos que sujam suas mãos, que colocam vilões e bastardos reais na tela sem ironia. Hitman 2 tinha essa ambição — ele estava anos a frente de seus contemporâneos. Assim como Metal Gear Solid 2: Sons of Liberty, lançado na Europa em 8 de março. Discussões críticas sobre ação do jogador versus intenção dos desenvolvedores não calcificariam, pelo menos não na imprensa popular, até 2007 e o lançamento de BioShock — um jogo que abordava abertamente a disparidade em como jogadores jogam e roteiristas escrevem. Mas MGS2 contava com um dilema similar: se o novo protagonista Raiden seguisse todas as ordens de uma central de comando cada vez mais despropositada, até que extensão ele, e o jogador, realmente estavam no controle? Nas horas finais de MGS2, em que personagens anteriormente confiáveis, enredos compreensíveis e localizações fisicamente plausíveis caem no absurdo, acusando a relação paradoxal e de cima para baixo dos jogos com seu público supostamente impassível — com as coisas jogadas de cabeça para baixo tão inteiramente, continuaríamos a comprar tudo que o MGS2 estava vendendo? SOCOM: U.S. Navy SEALs, que saiu nos EUA no verão de 2002 antes de chegar a Europa, na minha opinião, é um dos mais competentes jogos de tiro online até hoje. Foi um dos primeiros jogos de rede do PlayStation 2, um avanço tecnológico notável. O jogo também era tenso de um jeito que títulos de hoje, geralmente, não são. Dois times de oito pessoas em partidas baseadas em objetivo — não eram lutas até a morte — e quando morto, acabou, você tinha que esperar pela próxima rodada. Era um conceito simples, tirado de Counter Strike e apresentado hoje em Rainbow Six Siege, mas fez os tiroteios e mortes em SOCOM importarem, que é mais do que posso dizer de jogos populares como Call of Duty e Battlefield. Mate, morra, reapareça, repita — jogos multiplayer se tornaram bobos. Multiplayers trocaram o trabalho em equipe por egoismo e isolamento. Por extensão, 2002 conseguiu fazer a indústria dos games se safar com isso — quando Grand Theft Auto: Vice City foi lançado em outubro, ele varreu outros jogos mais inteligentes, como Getaway e Mafia, para debaixo do tapete, e cimentou um modelo de títulos grandes e tecnicamente impressionantes, mas apenas jogos de sandbox rasos no final das contas. Apesar de primitivo, The Getaway tentou recriar meticulosamente o mundo real e um lugar real num videogame. Mafia, mesmo mal escrito em algumas partes, teve a coragem de colocar a "diversão" convencional de lado por um drama melhor. Tiroteios eram esporádicos, as missões eram difíceis, e se você dirigia a mais de 60 km/h, levava uma multa por excesso de velocidade. Mafia era um jogo de mundo aberto mais cruel. Quando o personagem do jogador, Tommy, morre no final, numa cena provavelmente ignorada por quem descreveu Red Dead Redemption como "corajoso", você fica com a impressão de que isso é certo. Vice City era estiloso, grande e divertido, e para seus jogadores adolescentes — como eu — seu enredo requentado de Scarface parecia uma história empolgante. Mas The Getaway era experimental e Mafia era mais inteligente. Algumas das lições de 2002 são lembradas. Outras foram inteiramente esquecidas. Naquele ano, guerra, terror e jogos de mundo aberto encontraram uma nova vida, que continua até hoje em suas respectivas veias. Mas seu sucesso está sendo mitigado, e as representações de violência e personagens, e discussões de forma, classe e intenção do autor continuam estagnadas. O ano de 2002 forjou meu interesse pessoal em videogames. Mas também rendeu aspectos da cultura que acho desagradáveis e feios. Mas tanto para a indústria como para minha relação com os videogames, foi um ano definidor. Fonte : Vice
  22. Decisão valeu apenas para um caso em Duque de Caxias (RJ), mas entendimento pode embasar decisões feitas por juízes de outras instâncias em todo o País BRASÍLIA - A 1ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) abriu nesta terça-feira, 29, uma nova jurisprudência e não viu crime na prática de aborto realizada durante o primeiro trimestre de gestação - independentemente do motivo que leve a mulher a interromper a gravidez. A decisão da 1ª Turma do STF valeu apenas para um caso, envolvendo funcionários e médicos de uma clínica de aborto em Duque de Caxias (RJ) que tiveram a prisão preventiva decretada. Mesmo assim, o entendimento da 1ª Turma pode embasar decisões feitas por juízes de outras instâncias em todo o País. Durante o julgamento desta terça-feira, os ministros Luís Roberto Barroso, Edson Fachin e Rosa Weber se manifestaram no sentido de que não é crime a interrupção voluntária da gestação efetivada no primeiro trimestre, além de não verem requisitos que legitimassem a prisão cautelar dos funcionários e médicos da clínica, como risco para a ordem pública, a ordem econômica ou à aplicação da lei penal. Os ministros Luiz Fux e Marco Aurélio Mello, que também compõem a 1ª Turma, concordaram com a revogação da prisão preventiva por questões processuais, mas não se manifestaram sobre a criminalização do aborto realizado no primeiro trimestre. "Em temas moralmente divisivos, o papel adequado do Estado não é tomar partido e impor uma visão, mas permitir que as mulheres façam a sua escolha de forma autônoma.O Estado precisa estar do lado de quem deseja ter o filho. O Estado precisa estar do lado de quem não deseja - geralmente porque não pode - ter o filho. Em sua: por ter o dever de estar dos dois lados, o Estado não pode escolher um", defendeu o ministro Barroso. + Fonte : Estadão
  23. A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) aprovou, nesta quarta-feira (30), proposta de emenda à Constituição ( PEC 50/2016) que transforma a vaquejada em prática desportiva reconhecida como patrimônio cultural imaterial brasileiro. A iniciativa busca reverter recente decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) contrária à realização de vaquejadas pelo país, por considerar haver “crueldade intrínseca” contra os animais. A PEC 50/2016 segue, agora, para dois turnos de discussão e votação no Plenário do Senado. A PEC 50/2016 foi apresentada pelo senador Otto Alencar (PSD-BA) após a decisão do STF proibindo a vaquejada. A saída para o impasse partiu de emenda do relator, senador José Maranhão (PMDB-PB), segundo a qual não podem ser consideradas cruéis práticas desportivas que utilizem animais, “desde que sejam manifestações culturais registradas como bem de natureza imaterial integrante do patrimônio cultural brasileiro, devendo ser regulamentadas por lei específica que assegure o bem-estar dos animais envolvidos”. “Quando bem organizadas e fiscalizadas, essas práticas desportivas promovem a cultura local sem, contudo, expor os animais a tratamentos cruéis”, afirmou Maranhão no parecer. Audiência Na terça-feira (29), a CCJ promoveu audiência pública com entidades favoráveis e contrárias à PEC 50/2016. O debate foi feito a pedido da senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) que, ao lado do senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), condenou a prática da vaquejada e declarou seu voto contrário à PEC 50/2016 na reunião da semana passada. “Não é possível que, em nome de uma questão econômica, continue essa crueldade com os animais. Não precisamos nos divertir à base do sofrimento do animal”, afirmou Gleisi na ocasião. Fonte : Senado
  24. O plenário do Senado aprovou nesta terça-feira (29), em primeiro turno, por 61 votos a 14, o texto-base da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 55, que estabelece um limite para os gastos públicos pelos próximos 20 anos. Para concluir a votação, os senadores ainda precisam analisar três destaques (sugestões de alteração ao texto). Por se tratar de uma proposta de mudança na Constituição, a proposta precisava ser aprovada por pelo menos três quintos dos parlamentares (49 dos 81). Concluída a análise em primeiro turno, a PEC deverá ser analisada em segundo turno – previsto para 13 de dezembro – no qual também precisará do apoio de, ao menos, 49 senadores. Enviada pelo governo ao Congresso Nacional no primeiro semestre deste ano, a proposta é considerada pela equipe econômica do presidente Michel Temer como principal mecanismo para o reequilíbrio das contas públicas. Durante a sessão desta terça, a medida foi criticada por senadores que fazem oposição ao Palácio do Planalto. Os oposicionistas chamaram o texto de "PEC da maldade" porque, na visão deles, a proposta vai "congelar" os investimentos em saúde e educação. Inicialmente, somente os líderes partidários encaminhariam os votos, mas o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), deixou que todos os senadores inscritos pudessem discursar na fase de encaminhamento. Embora tenha sido aprovada por 61 votos a 14, a PEC recebeu menos votos que o previsto pelo líder do governo no Congresso, Romero Jucá (PMDB-RR), que previa até 65 votos favoráveis à proposta. Regras A proposta estabelece que, nas próximas duas décadas, as despesas da União (Executivo, Legislativo e Judiciário e seus órgãos) só poderão crescer conforme a inflação do ano anterior. Já para o ano de 2017, o texto institui que o teto de gastos corresponderá à despesa primária – que não leva em consideração os juros da dívida pública –, corrigida em 7,2%. Nos demais anos de vigência da medida, o teto corresponderá ao limite do ano anterior corrigido pela inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Pelo texto da PEC, se um poder ou órgão desrespeitar o limite de gastos sofrerá, no ano seguinte, algumas sanções, como ficar proibido de fazer concursos ou conceder reajustes. O texto permite, por exemplo, que um poder extrapole o teto. No entanto, nessa hipótese, será necessária a compensação do gasto excedente por outro poder. Inicialmente, os investimentos em saúde e em educação entrariam no teto já em 2017, mas, diante da repercussão negativa da medida e da pressão de parlamentares da base, o governo concordou que essas duas áreas só se enquadrarão nas regras a partir de 2018. Ficam de fora do alcance da proposta as transferências constitucionais a estados e municípios, além do Distrito Federal, os créditos extraordinários, as complementações do Fundeb, gastos da Justiça Eleitoral com eleições, e as despesas de capitalização de estatais não dependentes. A PEC permite que, a partir do décimo ano de vigência do teto, o presidente da República poderá enviar um projeto de lei para mudar a forma de correção do limite. Tentativas de mudanças Contrários ao texto, senadores da oposição apresentaram emendas (sugestões de alteração) à proposta para que a população seja consultada para a PEC passar a valer. Eles também querem que o pagamento dos juros da dívida pública também sejam incluídos no teto. No entanto, em menor número, a oposição deve ter dificuldades para promover mudanças na proposta. A oposição também quer retirar do limite os investimentos em saúde e em educação. Governistas pretendem derrubar quaisquer tentativas de alterações ao texto, pois eventuais modificações fariam a PEC ser reexaminada pela Câmara. O Planalto quer o texto promulgado pelo Congresso ainda neste ano. Fonte : G1
  25. Proposta ainda precisa passar pelo plenário antes de seguir para a Câmara. Pelo texto, remuneração mensal passará de R$ 33,7 mil para R$ 26,7 mil. A Comissão de Assuntos Econômicos do Senado aprovou nesta terça-feira (29) projeto que reduz os salários de deputados federais e senadores. Pela proposta aprovada na comissão, o salário dos parlamentares passará dos atuais R$ 33.763,00 para R$ 26.723,13. O projeto ainda precisa ser analisado pelo plenário do Senado para, depois, seguir para votação na Câmara dos Deputados. No parecer sobre o projeto, a senadora Regina Sousa (PT-PI) afirmou que, se o Congresso Nacional se propõe a votar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 55, que limita os gastos públicos, "é imperioso que sejam adotadas medidas que levem a participar do esforço do ajuste fiscal a parcela da população que se encontra nos estrados mais elevados da pirâmide de renda". "Nesse contexto, como medida prioritária, os parlamentares precisam começar 'cortando na própria carne', através da redução dos próprios salários", acrescentou a senadora no relatório. PEC do teto A PEC citada pela senadora Regina Sousa, apresentada pelo governo do presidente Michel Temer, estabelece que os gastos da União (Executivo, Legislativo e Judiciário) só poderão crescer, pelos próximos 20 anos, conforme a inflação. Essa proposta está em análise no Senado e deverá ser votada, em primeiro turno, na noite desta terça. Se for aprovada, a expectativa é que o segundo turno ocorra em 13 de dezembro. Fonte : G1
×
×
  • Create New...