Jump to content

Turbine o seu Perfil

Confira a atualização e participe do clube!
Clique e saiba mais

Junte-se ao Clube de Membros VIP

Tenha destaque e diversos benefícios!
Confira Aqui

Acesse nosso Discord

Conheça nossos canais interativos
Confira Aqui
Notícia
  • Adquira já o seu VIP!
LipeeH_

História, Enem - Era Vargas

Recommended Posts

Boa tarde, pessoal!

 

Gostaria, se possível, de fazer diversos compilados de materiais sobre as matérias de história que mais caem no Exame Nacional do Ensino Médio, na parte de Ciências Humanas, sendo mais específico, em História. Sou estudante de História na Universidade do Estado do Rio de Janeiro, e meu principal objetivo é ajudar aqueles que, às vezes, não tem pra onde correr.

 

Vamos, lá. Dessa vez, falarei sobre Era VargasO período varguista durou de 1930 à 1945. Separarei por contextos históricos.

 

REPÚBLICA OLIGÁRQUICA, 1926.

 

Quem não lembra da velha república do café-com-leite? Pra quem não se recorda, irei tecer uma breve explicação sobre. A política do café-com-leite durou exatamente 36 anos e consistia, basicamente, em um revezamento do poder entre São Paulo (grande produtor de café) e Minas (grande explorador do leite bovino). De que forma funcionava? Se o atual presidente fosse paulista, ele indicaria um mineiro para o cargo, no fim do seu mandato. Até que o então presidente da república Washington Luís (paulista), indica Julio Prestes (também paulista), rompendo a política do café-com-leite.

 

Putíssimo com isso, o Governador de Minas cria a Aliança Liberal (com ajuda dos militares).

A Aliança Liberal indicou, nas eleições para presidente, Getúlio Vargas. E João Pessoa como seu vice. Em 1930 a chapa de Júlio Prestes acaba vencendo a eleição. No mesmo ano, João Pessoa é assassinado por Duarte Dantas, adversário político. Culpava-se o governo federal.

 

Com a intenção de tirar Washington Luís do poder, a Aliança Liberal apoia o golpe de Getúlio, em 1930. O golpe também ficou, popularmente, conhecido como Revolução de 30.

 

GOVERNO PROVISÓRIO, 1930 - 1934.

 

Nesse primeiro governo de Getúlio, conhecido como governo provisório, o principal objetivo era a centralização do poder, por meio da ajuda dos militares. Evitando que outra oligarquia tomasse novamente o poder. Getúlio Vargas anulou a constituição de 1881. Substituiu os governadores por interventores (pessoas de sua confiança).

 

A crise de 1929 afetou o país por questão da exportação de café. Vargas manda queimar o excesso de café produzido. 78 milhões de sacas, quantidade suficiente para sustentar o consumo MUNDIAL por três anos. Numa tentativa de valorizar o café. Sabendo da possibilidade da queda do valor do café, Vargas investe pesado para industrializar o país, substituindo as importações. 

 

Oligarquia Paulista perde forças com o interventor militar de Vargas e pedem um interventor civil e paulista. Getúlio cede e cria um novo código eleitoral. Voto secreto e feminino. Ainda assim, os paulistas não se sentiram satisfeitos e pediram uma nova constituição.

 

 

REVOLUÇÃO CONSTITUCIONALISTA, 1932.

 

Essa revolução paulista tinha como objetivo tirar Getúlio do poder e convocar uma nova Assembleia Nacional Constituinte. Getúlio vence a guerra, mas dá aos paulistas o que eles pediram: Novas eleições em 1933 e em 1934, uma nova constituição: mandato presidencial de 4 anos, alistamento obrigatório, ensino primário gratuito, proibição do trabalho infantil e etc.

 

É decretado também que se manteria o voto direto à presidente. Só que uma emenda salvou Getúlio Vargas no poder, já que dizia que, como plano de transição, a primeira eleição pós-constituição de 1934, seria indireta. e essas indiretas elegeram novamente Getúlio Vargas.

 

GOVERNO CONSTITUCIONAL, 1934 – 1937.

 

Crescimento de movimentos extremistas. Radicalização da política:

 

AIB (ação integralista brasileira), tinha como líder Plínio Salgado, e se inspirava no fascismo italiano. Consolidação de governo centralizado, anticomunismo, nacionalismo exagerado, tradicionalismo religioso e contra o liberalismo. 

ANL (Aliança nacional Libertadora) tinha como líder Luis Carlos Prestes, inspirados pelo comunismo. Combate ao fascismo; reforma agrária; luta contra o imperialismo e a revolução pela luta de classes.

 

Vargas aproximava-se do movimento integralista. Sentiu-se ameaçado criando a lei de segurança nacional, fechando a ANL. Com isso, Prestes cria a intentona comunista (1935) tentando um golpe de estado. Não deu certo. A intenção era arrancar o presidente Vargas do poder, mas o mesmo conseguiu contornar a situação utilizando do Plano Cohen (criado pela AIB) (era fake-news!!!), que, basicamente, lutava contra uma suposta ameaça comunista no país. Dizia que os comunistas assumiriam cedo ou tarde o país e que apenas ele poderia impedir isso. O Golpe do Estado Novo, em 1937. Dizia Getúlio que os militares encontraram um documento comunista com planos de assassinar e sequestrar autoridades políticas, com apoio da URSS.

 

Getúlio declara guerra contra a ameaça comunista.

 

CONSTITUIÇÃO POLACA, 1937.

 

Por conta da suposta ameaça comunista ao governo federal, Getúlio vai a público e explica que não pode deixar a presidência, no momento em que os comunistas estão tentando tomar o poder (esperem até 2022 pra vocês verem a semelhança). Cria-se aqui o Estado Novo. O governo estadonovista foi extremamente repressor e ditatorial. Vargas fechou o congresso nacional para que tivesse controle total dos poderes. Mais centralidade para seu poder. Acabou com eleições e partidos. Interventores DE NOVO.

 

O Populismo (movimento emergente nos anos 30 em toda a américa), deu direitos trabalhistas, salário mínimo, carteira de trabalho, justiça de trabalho. Para assim, evitar greves que pudessem fortalecer o movimento comunista. Getúlio ficou conhecido como o “Pai dos Pobres e Mãe dos Ricos” visto que deu direitos trabalhistas para os pobres e meios de enriquecer aos bancários. criou o DIP (Departamento de imprensa e propaganda) para poder criar a imagem de um presidente bom pra todos. Comum à Hitler, Stalin, Mussolini. DIP censurava e perseguia. Intervenção do estado na economia. Industrialização no lugar das importações. O dinheiro do café era usado para as indústrias.

 

Na segunda guerra, já que os países europeus estavam voltados as suas industrias bélicas, o Brasil necessitava das industrias internas, para que não dependessem dos países europeu na situação de guerra. Vargas declara-se neutro, mesmo flertando com o fascismo. EUA e a política da boa vizinhança, praticamente, recrutaram o Brasil para os Aliados. Em troca, oferecíamos matéria prima e garantiríamos que compraríamos os produtos norte-americanos.

 

O povo brasileiro dizia que era mais fácil a cobra fumar do que o Brasil ir à guerra. E a cobra fumou. A cobra fumante se tornou o símbolo da FEB (força expedicionária brasileira),que combateram o fascismo na Itália em batalhas como Monte Castello, Monte Prano, Monte Avaí...

 

Enquanto o Brasil lutava contra o fascismo na Itália, flertava com o fascismo dentro do próprio país. Isso pressionou o Estado Novo. Vargas então, para acalmar a situação, cria a Emenda Constitucional que permitia a criação de partidos políticos para as eleições de 1945.

 

MOVIMENTO QUEREMISMO, 1945.

 

“Queremos Getúlio” com medo de perder os direitos trabalhistas. Ainda assim, Vargas é deposto e quem assume é o General Dutra. Getúlio mantém imagem política positiva e passou a ideia de que era a favor da Democracia, o que levou ele a presidência em 1951, no qual o mesmo se suicidou.

 

Obrigado à todos que leram até o final.

Qualquer dúvida, respondo aqui em baixo.

Abraços!       


lPfl32z.png

 

You're not getting away from me. Never again.

Percabeth.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×
×
  • Create New...