Bem-vindo ao Fórum!

Registre-se agora mesmo e fique por dentro da maior comunidade de Cheats do Brasil!

TheSkytalos

Steel Member
  • Content Count

    72
  • Joined

  • Last visited

  • WCoins

    43 [ Donate ]

Community Reputation

21 Excellent

About TheSkytalos

  • Birthday 08/03/1998

Recent Profile Visitors

114 profile views
  1. "Ganhar dinheiro de graça". US$10 por pessoa trazida, US$2 por clique... Nem em uma empresa extremamente generosa eu não creio em US$2 por clique. Além do mais, na área de contato, o telefone deles está como 012345678, o email como [email protected], informações genéricas. Logo, uma empresa que teria condições de pagar isso tudo por clique, não ter o CUIDADO de por o contato correto é NO MÍNIMO duvidoso. Você pode até ter recebido, mas em um vídeo deles no YT tem gente falando que não recebeu, que não consegue contato... Sem contar que tudo isso ai tem praticamente 1 mês de vida, então mesmo que não seja uma scam, acho arriscado e muuuuito esquisito. Apesar de na Privacy Policy eu não ter encontrado nada dizendo que eles vendem seus dados (cenário mais possível), tudo isso não encaixa.
  2. Não sou muito chegado em WYD fuçado, mas qualquer coisa eu dou uma olhada.
  3. Eu tentei, mas só ficava dando "falha ao conectar".
  4. Qualquer lugar que tem acesso aos packets da TMSrv vai servir, só que daí tu vai ter que arrumar um jeito (sua Source deve ter) de pegar a info do usuário baseado no ClientId. Se não estou enganado o Packet ID dos comandos é 334 struct p334h { MSG_STANDARD Header; char Cmd[16]; char Msg[100]; }; Isso ai é da Source WYD Infinity, mas mexeram tanto nisso aqui que eu não tenho vontade nem de tocar. Já vi Source que trata essa struct como cmd e value. É bom tu procurar no arquivo onde estão declaradas as structs se já não tem essa pra tratar dos comandos.
  5. O problema é que números inteiros, podem tanto ser considerados inteiros como pontos flutuantes, logo o compilador não sabe qual das duas funções chamar. Pra resolver isso, basta especificar o ponto flutuante na chamada do " float soma(float a, float b) " colocando "f" no final constantes. #include <iostream> int soma(int a, int b); float soma(float a, float b); int main() { std::cout << soma(10, 5) << std::endl; std::cout << soma(10.741f, 5.555f) << std::endl; } int soma(int a, int b) { return a + b; } float soma(float a, float b) { return a + b; } Note que, se você criar duas variáveis do tipo float, e chamar a função com essas variáveis também vai funcionar pois o compilador vai saber que você tá passando float pra uma, inteiro pra outra. Porém, isso é uma coisa do g++, não notei o mesmo comportamento no msvcpp.
  6. TheSkytalos

    Source

    Não tá usando essa SendDeleteMob antes de declarar ela?
  7. Só houve alteração na CPU? E variações no consumo de memória? VRAM? Aliás, Parabéns!
  8. Não sei o que tu tá usando exatamente, mas contas de GM, ADM a galera fazia verificação no servidor por Level, mas aí tu que manda, colocar verificação por IP, Account, sei lá. Toda vez que o servidor recebesse um comando, se o comando só poderia ser executado por um GM, por exemplo, verifica-se uma dessas identificações aí de cima, e se confirmar, executa. A parte das progressões não faço ideia if (!strcmp(packet->Cmd, "Comando_GM") && (mob->Mob.BaseStatus.Level >= 1010)) { // Executa } Exemplo checando level. ADENDO: A probabilidade desse código daí de cima estar fazendo checagem com NPC é enorme, e eu não tenho como saber porque to sem release nem source pra testar aqui (area Desenvolvimento sumiu). Mas corrijam à vontade aí.
  9. Quando eu jogava na HD Graphics eu usava o 3D-Analyze (acha fácil por aí), não é o que tu tá pedindo mas se nunca usou quebra um galho enquanto tu não acha as dlls.
  10. Acho que me expressei mal kkk Eu quis dizer se você tem material para aprender espanhol, e não um material em espanhol para aprender latim.
  11. Tá aí uma coisa que eu jamais esperaria ver por aqui kkk. Já tive muita vontade de aprender, mas a dificuldade de se conseguir a forma desejada (no meu caso o Eclesiástico) é bem difícil, latim tem inúmeras variações dependendo do tempo e do lugar em que foi usado. Tu tem um index desse estilo pra Espanhol (Castelhano de preferência)? Valeu por postar, se um dia eu animar a voltar estudar latim, já tá salvo aqui.
  12. Como está começando, algumas dicas. 1. C++ não é exatamente "necessário". Qualquer linguagem que te permita ter acesso a Win32 API tu consegue fazer hack. Po´rem, C/C++ fica mais em mãos por poder ter acesso direto a ponteiros, o que facilita muita coisa caso esteja falando em uma DLL, tu pode somar diretamente no ponteiro (uma vez que você está no mesmo espaço de endereçamento do jogo) bases e offsets pra chegar onde deseja. Em uma situação de trainer ou onde não tem ponteiros, teria que ficar chamando as funções ReadProcessMemory e WriteProcessMemory pra fazer o que deseja. 2. "Isso significa que o Cheat Engine não funciona para criar hacks de CA?" Não, como o @ProDiiGeoBoyy disse, só significa que o jogo tem proteção. Querendo ou não pra fazer algo relevante tu vai ter que fazer um bypass no Anti Cheat do jogo. 3. "Quero saber se há alguém que possa me orientar pelo caminho certo, quais melhores programas, como conseguir os códigos do jogo". Não tem muito essa de caminho certo, só te peço pra caso não saiba, saber bem programação e como computador e o sistema operacional funciona a baixo nível, a primeira é pra não sair escrevendo aberrações como já vi muitas por aí, como gente inicializando variáveis, instanciando objetos dentro de loops infinitos sem necessidade alguma. A segunda e terceira é uma dica pra não ficar todo enrolado sem saber o que fazer e pra naturalmente saber como hackear as coisas sem precisar ficar copiando código (como muita gente aí faz). Melhores programas? Eu pessoalmente gosto de usar Cheat Engine, OllyDbg e x64dbg (bem parecidos, até idênticos), e tem muita gente que gosta de usar o AIDA, eu pessoalmente nunca usei. Sobre como pegar códigos, volta ao item de saber como o Sistema Operacional funciona, a baixo nível, independente de software, quem tem acesso direto ao hardware é o kernel, e pra você no espaço de usuário manipular o kernel de alguma forma, deve-se usar as chamadas de sistema (que no Windows não são tecnicamente chamadas de sistema por causa do Legacy Support, mas na prática funciona igual), logo quando um jogo vai mandar ou receber packets vai acabar utilizando a WinSock (WSA) que já tem código conhecido pelos debuggers, seguindo o traceback da função qualquer do WSA pra achar a função que manda os packets antes de criptografá-los por exemplo, com isso, sabendo a estrutura dos packets, tu consegue fazer um bot. Ou um Wall Hack por exemplo, é muito provável que o jogo use DirectX, que, de novo, possui código conhecido pelos debuggers, daí tu pode fazer um hook na função que renderiza os personagens inimigos na tela, mudando um parâmetro na função ou talvez mudando algum valor na classe ou struct do personagem, você consegue torná-lo visível sobre as paredes (esse eu nunca fiz porém imagino que seja algo parecido). 4. E de novo, como o @ProDiiGeoBoyy disse, começar pelo CA não é uma boa ideia, recomendo você começar pelo AssaultCube, que não tem proteção nenhuma e nem é online, pra pegar o jeito de fazer os hacks - sem contar com os inúmeros tutoriais ensinando a hackear esse game -, depois quando tiver familiarizado com tudo, ir pra um jogo com proteção e tal.
  13. O WYD 7.54 é a versão que mais me dá nostalgia e que mais me dá vontade de jogar. Porém o que anos atrás era praticamente regra, hoje em dia até 6.56 eu vejo, mas 7.54 simplesmente não vejo mais. Daí queria saber a opinião de vocês, sobre o que aconteceu, se é falta de player, dificuldade de desenvolvimento, etc...
  14. Conceito de Crime de Receptação: Leia mais aqui.