Jump to content
Notícia
  • News ticker sample
  • News ticker sample

♑ Luq

Gold Member
  • Content Count

    583
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    2
  • WCoins

    0 [ Donate ]

♑ Luq last won the day on July 23 2016

♑ Luq had the most liked content!

Community Reputation

164

About ♑ Luq

  • Rank
    Ultraviolence
  • Birthday 12/26/1997
  1. Será definitvamente a mesma bosta :v Eu fico puto, pois o anime é muito diferentes do que temos de mangás de boruto né. Masssss, acho que vai acabar sendo algo bom sim,talvez n tão hypado quanto o pai, mas né, né!
  2. Voltei? maybe...
  3. ámen, é pra glorificar... <3333
  4. Se kyu volta, luq back junto
    1. Kyu is Back

      Kyu is Back

      KKKKKjjj bateu mta nostalgia agr pqp
  5. Olá, venho através desta mensagem fazer o convite para o Fic of the Month da Mangás & Anime Zone. http://goo.gl/25b8Sw Espero poder contar com sua presença.
  6. kkkkkkkkkk ri horrores... Mas não, eu não pagaria... EU SERIA A PROSTITUTA.
  7. Classificação: Livre Gênero: Lollicon, Shoujo, Romance Os personagens usados nessa estória não me pertecem, são parte do elenco de Fairy tail (Hiro Mashima) *Po.V. = Ponto de Vista, conta por quem a estória está sendo narrada. Fadas vs. Tigres Sinopse: Quando fadas voam sozinhas durante muito tempo sem serem atacadas por tigres, pode ter certeza que há algo de muito errado nessa história. E quando são finalmente capturadas por tigres, a única maneira é escapar e voando, mas por algum motivo elas podem se esquecer de voar. As sombras nem sempre são ruins, na maioria das vezes elas escondem as coisas mais belas do mundo. Será que isso as torna egoísta? O vento, com todo seu toque e delicadeza, pode as vezes se chatear e causar uma grande catástrofe, isso o torna perfeito? [spoiler=:h:] Po.V. Wendy Marvel Um beijo, eu sei que aquilo não passou de um simples beijo. Só que mesmo assim, foi meu primeiro, e primeiros beijos não são algo fácil de se esquecer. Coisas como isso são feitas para serem lembradas por a toda vida, e a pessoa que te deu esse presente devem ser guardada no fundo do coração. Eu sou Wendy Marvell e vou contar para vocês o meu segredo, em outras palavras, um clichê que nunca sai de moda. Andar não é um dos meus exercícios favoritos, mas é o que eu mais gosto de fazer quando tenho que pensar em algo. E o que mesmo eu estava pensando? Não lembro, fica meio difícil de me lembrar quando algo tão sinistramente fantástico foi me acontecer logo em seguida. Eu não sei ao certo. Mas eu acredito que estava andando em direção ao lago. Fazer? Não faço ideia, mas o lugar é simplesmente fantástico, a grama sempre fofa e verdinha, a água sempre azul e os passarinhos cantando tudo isso deixava o lago com um gosto muito bom. Normalmente eu sempre vou até ali quando estou sozinha. É rara as vezes em que a Charles me deixa em paz, não que ela me incomode, pois é minha melhor amiga, mas preciso pensar as vezes né? Eu andava bem devagar, a vista era linda, em direção ao imenso lago de água doce, o sol já estava se pondo e as nuvens no céu não deixavam o lago perder o tom azul. Ao redor deste lago existia muitas, mas muitas flores de todos os tipos que perfumavam o ar com um aroma agradável e gentil. Era realmente o lugar perfeito. A cada passo que eu dava, o cheiro das floreis ia ficando cada vez mais gentil e eu estava ficando bem ansiosa para chegar lá, mas outra coisa me chamou a atenção, uma sombra, a silhueta de um garoto. Ele estava virado para o lado, e não sei dizer ao certo, mas tive a impressão de que ele talvez estivesse procurando o próprio destino dentro do lago. –Oi, o lago é bonito né? – Digo me aproximando, não queria parecer intrometida mas eu realmente queria saber mais sobre esse menino misterioso que apareceu poucas vezes na minha vida. Sua expressão eternamente fúnebre e seu semblante emotivo continuaram sem mudanças, mesmo depois da minha pergunta. –Sim... – Ele responde e segue uma longa pausa. - ... É lindo. – Eu sinto que vi uma tentativa de sorriso em seu rosto, e então, sorri de volta. O silêncio ficou ali, me incomodando. Não queria isso, não mesmo, precisava falar algo, quero saber mais sobre ele, quero saber qual foi o destino que ele viu dentro do lago. –Como vai os treinos? - Tentei parecer calma, e sem parecer uma inimiga. -Os jogos mágicos são desgastante, né? –Sim, as pessoas se estressam, e se empolgam, desgastante. Sobre treinar, é o que eu deveria estar fazendo – Será que é por isso que ele está aqui? Será que se irritou ou se cansou dos jogos? Isso seria algo bom para nós, já que ele é um dos nossos rivais nas competições, ele é da elite da Sabertooth. Rogue Cheney, DragonSlayer das sombras. - Desculpe. - eu disse baixinho, um pouco sem pensar. - Por que está se desculpando? - Ele virou para mim, e pela primeira vez tive toda sua atenção, o que por alguma razão me deixou um pouco tímida. - Por alguns instantes eu pensei em me aproveitar do que acabou de me dizer, me desculpe por isso. - Eu de fato estava arrependida, isso não se faz, mas perdi uma ótima oportunidade de ajudar o Natsu e os outros, porém acredito que eles não iriam fazer nada mesmo. - Você não precisa ser tão sincera. - Ele disse entre gargalhadas. Sim, eu o fiz rir, e dessa vez não uma tentativa, mas uma risada de verdade. É completamente verídico o que dizem, as pessoas ficam mais bonitas quando estão sorrindo. Po.V. Narrador. O tempo passou devagar para os dois, a conversa começou a soar de uma forma natural. Falaram sobre estilos de luta, cores e até sobre as fada-macaco. A medida que as falas fluíam, o interesse de ambos crescia. De uma vontade besta de apenas sentar e conversar ia se criando um sentimento de necessidade de aproximação. E assim foi. Se arrastando aos pouco, Rogue ia chegando cada vez mais perto da menina. Até que, sem querer, ou não, suas mão se tocam. Nesse momento Wendy falava alguma coisa sobre as estrelas e como elas pareciam furinhos em uma grande caixa que cobria tudo, mas ela simples se cala e sente um pequeno sopro descer da ponta de seu nariz até a ponta de seu pé. A respiração de Rogue acelera, ele sabia exatamente o que queria fazer, só não sabia se devia. -Wendy, obrigado. - O moreno diz com ternura na voz e Wendy se surpreende com a inesperada frase, mas continua quieta, como se entendesse o motivo do agradecimento. - E, me desculpe por isso, talvez fosse me odeie, mas eu realmente quero fazer isso. A menina não teve tempo de reação, de um simples toque de mão, agora ela estava sentada em seu colo com os olhos fixos aos dele, com apenas um fio de vento separando as peles de seu rosto ao do garoto que parecia estar em êxtase com aquela situação. -Eu não te odiaria por isso. - Foi tudo que ela conseguia dizer. Seus nervos, órgãos e sentimentos já não cabiam dentro de si, tudo tremia, fervia, parecia brilhar esperando para que alguma coisa acontecesse. E Rogue, parece ter ouvido tudo o que queria ter ouvido, pois sem nem pensar eliminou o espaço que havia entre eles. E ouve o toque dos lábios. Nesse momento, no primeiro momento, tudo em Wendy se acalmou, ela sentiu como se tivesse sido completamente mergulhada nas sombras, e ela gostou disso. Abriu a boca aos poucos como quem pede por mais, e o menino atendeu seu pedido, um começou a explorar a boca do outro, a troca de D.N.A. que Wendy nunca havia explorado antes, a deixou em uma vermelhidão notável, e Rogue notando a inexperiência da garota fez questão de ensinar. As sombras podem ser bem reconfortantes, e o vento, pode ter o poder de balançar o que estava quieto.
  8. 20? 20 oq? Kilos de maconha e rap?
  9. tão bom que quase duvido da veracidade :3 Congratz aos três <3
  10. #ShippaRootzeTasty
  11. shipa o rootz com o tasty pf te peço mais nada
    1. ♑ Luq

      ♑ Luq

      kkkk quer q eu escreva algo? :3
    2. Hagaro
×
×
  • Create New...