Jump to content

O Retorno dos Membros VIP Junte-se ao Clube

Obtenha destaque e desfrute os benefícios exclusivos para VIP.
Clique Aqui

Reporte bugs e nos ajude a melhorar!

Nos ajude a descobrir bugs! Além de melhorar a comunidade.
Reporte aqui!

Conheça a Lotérica e arrisque sua sorte!

Descubra o quão sortudo você pode ser.
Saiba mais
Notícia
  • Junte-se ao Clube de membros VIP!
  • Teste sua sorte em nossa loteria e concorra a uma fortuna de webcoins!
Lasadin

Quanto custa o Outfit?

Recommended Posts

Pra aqueles que acompanharam as redes sociais esta semana provavelmente viram o video que está viralizando sobre pessoas comentando quando custou sua roupa, inicialmente achei que eram mentirosos e trollagem, mas depois de pesquisar um pouco e de ver esse outro video me deparei com esse mundo que eu por sinal acho hilário.

 

Vejam e depois digam o que acham

 

 

EP 1:

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Rapaz, esse é um campo que entendo. Deixando de lado a parte cômica da coisa, e basicamente a ignorância do povo que compra, e partir para o lado de como esse mecanismo funciona.

 

Supreme, Bape, Gucci, Balenciaga, e várias outras marcas, se dividem em alguns nichos de quem produz roupas. Algumas são consideradas alta costura (ou luxury), como Gucci, Prada, Versace, Armani e etc. As outras, aceitam o termo de marca "streetwear", tais como Supreme e Off-White.

 

Pois bem, nem sempre itens de alta costura são bons e bonitos, mas sempre refletem no preço. Mas isso acontece nesse universo, devido ao "hype" ou marketing, para os mais sérios. Esse marketing envolve muita gente, desde aqueles que passam horas na fila para comprar uma camisa Supreme para revender, artistas e comunidades específicas, até chegar o produto na linha final, desse consumidor que acaba pagando 10x mais pela camisa. Toda essa valorização da marca depende constantemente do marketing aplicado a ela.

 

Mas porquê nem todas marcas alcançam esse patamar?

-Investimento. Todas marcas que citei trabalham há anos na indústria.

 

O que eu penso sobre...

Eu nunca usaria essas roupas feias. Nunca pagaria 10x o valor real de um produto desses. Por outro lado, eu admiro a alta costura de boas roupas,Tagliatore ou Armani, Simbols, Neil Barrett ou um Dsquared. Ainda que também sejam exorbitantes, é uma costura que se justifica.

 

Enfim, o problema nem é pagar caro na roupa, o problema é não compreender o valor disso. O gordinho diz numa naturalidade: 30k!

Com o dinheiro do pai, é tudo mais fácil...

 

Como você bem mesmo disse Lasadin, é um mundo a parte, eu achava graça, mas hoje eu vejo que é uma geração perdida, focada em coisas fúteis.


Every man has to die

Share this post


Link to post
Share on other sites

É tão problemático que chega a me dar preguiça de apontar tudo de errado nesses dois vídeos.

 

O que dá tristeza mesmo é a presença das crianças, principalmente o de laranja no final do primeiro vídeo. A naturalidade com que ele fala o valor do relógio de 30 mil, ele não tem a menor noção do quanto dinheiro é, e tenho plena certeza que não da o menor valor pra ele.

 

Vou usar a frase que todo mundo dessa E&D adora (e eu evito muito) mas não vejo outra melhor: Geração perdida


Bang!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu gastaria em um tênis da Off-White, sou apaixonado naquele Air Jordan. Acho que é a única coisa que dou valor aí.

 

Mas é o que o Yahazu falou, é marketing e consistência. LV, Gucci, etc estão por aí como marcas de luxo faz quanto tempo? Fazem acordo com lojas de primeira e ao invés de serem escolhidas pelos clientes, os escolhem.

 

Foi assim que, anos atrás, a Beats explorou um mercado sem vida. Deu para músicos, atletas, pessoas que são admiradas e pronto.

 

Hoje, enviam produtos para modelos, personalidades e rappers. Ainda ganham uma força desses rappers, é só ver Versace, a música do Migos, que depois foi remixada pelo Drake, ou então Gucci Gang. São promovidos sem esforço nenhum em vários momentos e se ligam a um estilo de vida.

 

Não vejo muito de errado em usá-los. Bem sabemos que essas crianças do vídeo devem ter rios de dinheiro, em algo iriam gastar, não é? O problema é que, a maior parte das vezes são pessoas intragáveis que gastam gastam e gastam, mas não retornam de nenhuma maneira. Querem ser como os artistas que idolatram, mas não são, nasceram em berço de ouro enquanto aqueles mesmos artistas não tinham grana na infância. O negócio é, aqueles que popularizam a marca valem mais que a marca, o que podem oferecer em produtos criativos e inovação em seu ramo vale muito mais que a roupa que vestem, esses pirralhos são só a roupa e como pessoas não oferecem nada.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Cara para mim isso é sensacionalismo, mas passa um pouco pela questão de gosto.

 

Por exemplo, eu como não tenho tanto gosto para roupas não gastaria tanta grana assim nelas, mas em outras coisas que gosto mais, caso tivesse dinheiro, poderia até pensar em gastar.

 

É isso.


C9dkKE.png

Share this post


Link to post
Share on other sites
Eu gastaria em um tênis da Off-White, sou apaixonado naquele Air Jordan. Acho que é a única coisa que dou valor aí.

 

 

Eu por outro lado gosto de alguns modelos de moletom da BAPE, mas R$400 + em uma blusa num país tropícal é gastar demais considerando que a blusa é esquenta bem e eu usaria pouco

Share this post


Link to post
Share on other sites
O negócio é, aqueles que popularizam a marca valem mais que a marca, o que podem oferecer em produtos criativos e inovação em seu ramo vale muito mais que a roupa que vestem, esses pirralhos são só a roupa e como pessoas não oferecem nada.

 

Pois é, você fez a leitura perfeita.

Eu acho muito bonito aquele tênis Yeezy branco da adidas, além de quê o tecido, a sola, a estrutura dele são todas de qualidade, mas não sei se pagaria 1.200. Penso assim do ternos das marcas que citei. Um amigo quando casou foi a Itália só para fazer um terno sob medida, e ficou coisa de louco. Mas saiu uns 15 mil reais o terno. Eu até acho que vale, geralmente quem trabalha nisso, são de casas de costura antigas, são senhores já de idade, que costuram até 12 horas por dia. O mesmo vale para os relógios holandeses (uma pena que duas das lojas mais antigas da holandas foram DESTRUÍDAS pelos alemães na segunda guerra mundial), que são de famílias que trabalham na área a mais de 150 anos.

 

Mas eu acho que falta nessas pessoas do vídeo um objetivo, saca? Não vestir uma roupa apenas por vestir. Aquela Larissa Kora é uma garota linda, mas veste cada roupa que ela fica ridícula. E o gordinho de laranja, pior ainda.

 

Do mais, algumas dessas marcas tem meu respeito. Utilizam o dinheiro de forma mais sensata que esse povo que compra absurdos...


Every man has to die

Share this post


Link to post
Share on other sites

Se tem uma coisa que eu aprendi é:

Quanto mais caro as coisas, mais tem chance de ser roubado.

 

Ridículo. Ganho 11 mil por mês e nem por isso saio comprando relógio de 10k, assim como pessoas que ganham 30, 50, não o fazem. Para mim, é pura idiotice, nada mais.

 

A roupa mais cara que devo ter comprado foi no barra shopping foi 80, fora isso comprei um tênis de 250 chorando. Minhas camisas custam entre 20~40 reais, compro geralmente em lojas como c&a(se não me engano é essa), e quando não compro em loja, compro na internet várias de uma vez que sai mais barato (20 camisas por 400-300, etc)

  • Like 1

''A medida de um homem é o que ele faz com o poder''

Platão

Share this post


Link to post
Share on other sites
Se alguem quiser ver.

Uma "parte 3" relacionada a esses videos.

 

Infelizmente esse garoto não sabe o valor do dinheiro. Mas sabe empreender, o que é positivo.


''Lembre-se dessa regra

Guarde-a em seu coração:

Talento tem um limite

Trabalho duro, não."

Share this post


Link to post
Share on other sites
Infelizmente esse garoto não sabe o valor do dinheiro. Mas sabe empreender, o que é positivo.

O que me incomoda nesses videos nao sao os bens e os valores gastos, e sim que esses valores gastos nao saem do bolso deles.

Por exemplo a mulher que aparece, ela e estudante de publicidade e gasta mais de 1000 rais em uma roupa, e pode ter certeza que esses 1000 reais nao vem de um estagio feito por ela.


 
giphy.gif

Share this post


Link to post
Share on other sites
O que me incomoda nesses videos nao sao os bens e os valores gastos, e sim que esses valores gastos nao saem do bolso deles.

Por exemplo a mulher que aparece, ela e estudante de publicidade e gasta mais de 1000 rais em uma roupa, e pode ter certeza que esses 1000 reais nao vem de um estagio feito por ela.

 

Oq leva a não valorização. Gastam de forma inconsequente.

  • Like 1

ᴍᴇᴍʙʀᴏ ᴍᴇᴍʙʀᴏ ᴀᴠᴀɴçᴀᴅᴏ

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.

×
×
  • Create New...